[ 21/8/2017 ]
Ford cancela 80 demissões e abre PDV em ...

[ 21/8/2017 ]
Volkswagen pode importar o Atlas para a ...

[ 21/8/2017 ]
Indústria mais "tecnológica" tem avanço ...

[ 21/8/2017 ]
Consórcio de veículos volta a crescer...

[ 21/8/2017 ]
Fiesp prevê fim de incentivos para “camp...

[ 21/8/2017 ]
Kia é responsável pelo transporte oficia...

[ 21/8/2017 ]
Fiat Strada 2018 tem preço entre R$ 47.2...

[ 21/8/2017 ]
Iveco inaugura quinta concessionária no ...

[ 21/8/2017 ]
Após 30 anos, a Puma ensaia volta às rua...

[ 21/8/2017 ]
Contran antecipa implementação da cartei...

[ 18/8/2017 ]
Segunda geração do Tiguan virá para brig...

[ 18/8/2017 ]
Movida faz aquisição e cria marca premiu...

[ 18/8/2017 ]
Cai tarifa de importação para 4,9 mil pr...

[ 18/8/2017 ]
Sinais que afetam a produção de petróleo...

[ 18/8/2017 ]
Produção de aço bruto em julho sobe 1% a...

[ 18/8/2017 ]
Funcionários da Mercedes-Benz entram em ...

[ 18/8/2017 ]
Novo Volvo XC60 tem isenção de IPI para ...

[ 18/8/2017 ]
Ford Caminhões oferece contratos de manu...

[ 18/8/2017 ]
“Kwid número 1”: Comprador recebe veícul...

[ 18/8/2017 ]
Super rodotrem está pronto...




 

Data: 19/4/2017

Nissan planta 300 mudas de espécies nativas ao redor do Complexo Industrial de Resende
 
A Nissan plantou mais 300 ipês roxos e amarelos no entorno do Complexo Industrial de Resende. As árvores são espécies nativas da região e as mudas chegaram na caçamba da Nova Nissan Frontier.

O plantio, realizado em parceria com o INEA - Instituto Estadual do Ambiente -, reafirma o compromisso da Nissan de ter em Resende uma de suas unidades mais sustentáveis do mundo.

As mudas foram preparadas por concessionários da Nissan, durante o lançamento da nova geração da picape. Elas simbolizam o compromisso de cada um deles com o desempenho da marca no ano fiscal de 2017, que começou agora no dia 1º de abril.

O respeito ao meio ambiente é um dos focos da Nissan desde o início da construção do Complexo Industrial de Resende. A nova ação de plantio de árvores representa mais um passo na composição do cinturão verde, que irá circundar a área da fábrica, revitalizando o entorno da unidade e contribuindo para a redução de emissões e ruídos. O cinturão ocupa uma área de 12 hectares, formada por 20 espécies do bioma original da região.

Sustentável também no lado de dentro

Se ao redor do Complexo Industrial de Resende a Nissan cuida da vegetação nativa, dentro da fábrica também há práticas inovadoras com relação à sustentabilidade e à preservação ambiental. Desde a própria concepção do projeto até os processos de produção.

Entre os destaques estão a iluminação, que aproveita ao máximo a luz natural por meio de claraboias e amplas janelas espalhadas por todo o complexo, e o adequado tratamento dos resíduos. Todos eles são destinados de forma ambientalmente correta para empresas especializadas e licenciadas, ou reaproveitados no próprio processo.

Fonte : Autos & Máquinas