[ 23/6/2017 ]
Indústria 4.0 avança e consegue novos ga...

[ 23/6/2017 ]
Câmara aprova projeto de preço mínimo pa...

[ 23/6/2017 ]
Custo inibe utilização mais intensa de r...

[ 23/6/2017 ]
Preços puxam alta de 20% da exportação n...

[ 23/6/2017 ]
Brasil criou 34.253 novas vagas de empre...

[ 23/6/2017 ]
Elétricos já vendem mais que carro a álc...

[ 23/6/2017 ]
Mercedes-Benz apresenta Furgão Vito como...

[ 23/6/2017 ]
Randon formaliza joint venture com Epysa...

[ 23/6/2017 ]
Nissan mostra novo X-Trail e planeja tra...

[ 23/6/2017 ]
MAN Latin America entrega 48 veículos pa...

[ 22/6/2017 ]
Em busca de espaço perdido, Volks lança ...

[ 22/6/2017 ]
Nissan se prepara para iniciar segundo t...

[ 22/6/2017 ]
Com "Rota 2030", carro nacional será ava...

[ 22/6/2017 ]
Marcopolo reduz a 20% participação na eg...

[ 22/6/2017 ]
Novo Peugeot 3008 vira SUV e chega ao Br...

[ 22/6/2017 ]
Chevrolet Cobalt reforça pacote de segur...

[ 22/6/2017 ]
Quatro cliques indispensáveis antes de c...

[ 22/6/2017 ]
Tesla cresce 32% e se torna a marca auto...

[ 22/6/2017 ]
Ataque cibernético obriga Honda a interr...

[ 22/6/2017 ]
Volvo transforma Polestar de preparadora...




 

Data: 19/4/2017

Simulador de direção é usado na capacitação de motoristas de ônibus e caminhões
 
O Brasil tem cerca de 6 milhões de ônibus e caminhões circulando por 211.463 quilômetros de estradas, o que representa cerca de 7% da frota de veículos do país, estimada em 93,3 milhões de unidades pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A presença de veículos que realizam o transporte pesado envolvidos em acidentes vem crescendo no país. Entre 2010 e 2014, houve aumento de 15% nessas ocorrências, segundo o Ministério da Saúde.

Diante desse cenário, é notável a importância da qualidade da capacitação dos condutores e inciativas que incentivem essa prática, como é o caso do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT), que utiliza simuladores de direção para atender os motoristas com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E (que trabalham com micro-ônibus, ônibus rígido urbano, rígido rodoviário, urbano articulado, urbano biarticulado, caminhão rígido com plataforma e baú, além de cavalo mecânico com um ou dois reboques).

“A utilização do simulador de direção veicular oferece a possibilidade de conduzir em dias de chuva, sob neblina, em rodovias de pista simples e de mão dupla, com e sem acostamento; em pista dupla com canteiro central, além de reproduzir a sensação de passar por estradas com pavimento danificado e até trechos de serra sem asfalto. Os cursos ainda orientam sobre uma condução segura e econômica, uso de tecnologias embarcadas, entre outros temas”, explica a especialista em simuladores de direção e diretora de produtos da ProSimulador, Sheila Borges – empresa que disponibilizou 60 simuladores ProS.truck Platinnum para o aperfeiçoamento dos condutores de transporte pesado em 25 estados brasileiros.

De acordo com a Pesquisa CNT Perfil dos Motoristas de Ônibus Urbanos, divulgada pela Confederação Nacional do Transporte, 71,1% dos entrevistados já fizeram um curso presencial no SEST SENAT e 97,2% deles consideram que os treinamentos contribuíram para a melhoria do desempenho profissional. No caso do simulador, o objetivo do órgão é capacitar 50 mil motoristas profissionais nos próximos três anos.)

Fonte : Tribuna do Norte/Fernando Siqueira