[ 17/11/2017 ]
Volkswagen quer mais do que dobrar produ...

[ 17/11/2017 ]
Temor de nova condenação na OMC trava Ro...

[ 17/11/2017 ]
Disputa entre montadora e autopeça indep...

[ 17/11/2017 ]
Exportações de autopeças crescem 10,5% n...

[ 17/11/2017 ]
Montadora quer pedaço maior do mercado d...

[ 17/11/2017 ]
Honda ainda não tem planos para a fábric...

[ 17/11/2017 ]
Mercedes-Benz lança canais nas redes soc...

[ 17/11/2017 ]
Montadoras investem cada vez mais na mod...

[ 17/11/2017 ]
GM desafia Tesla com promessa de carros ...

[ 17/11/2017 ]
Volkswagen vai investir € 10 bilhões par...

[ 16/11/2017 ]
Produção de veículos reforça a indústria...

[ 16/11/2017 ]
AGCO desiste de negócio com a Kepler...

[ 16/11/2017 ]
Temer e empresários debatem programa aut...

[ 16/11/2017 ]
Mercado continua cauteloso sobre a recup...

[ 16/11/2017 ]
Reajuste de combustíveis impõe "viés de ...

[ 16/11/2017 ]
Fabricantes de motos premium veem retoma...

[ 16/11/2017 ]
Setor automotivo prevê empregos e cresci...

[ 16/11/2017 ]
Fiat viu em regime militar aval para fáb...

[ 16/11/2017 ]
Mercedes-Benz oferece um ano de manutenç...

[ 16/11/2017 ]
Grupo Volvo inaugura nova concessionária...




 

Data: 11/8/2017

Tesla está desenvolvendo caminhões elétricos sem motorista
 
A montadora de carros Tesla está desenvolvendo um caminhão elétrico que pode trafegar sem motorista e andar em um modo de "pelotão", em que toda a frota segue automaticamente um veículo principal. Segundo e-mails vistos pela agência de notícias Reuters, a companhia está conversando com o Departamento de Veículos Motorizados (DMV, na sigla em inglês) do Estado norte-americano de Nevada para testar um protótipo do veículo nas rodovias nos próximos meses.

Em paralelo, a empresa fez uma reunião com o governo da Califórnia na última quarta-feira, 9, “para falar sobre os esforços da Tesla na área de caminhões autônomos”, informou Jessica Gonzalez, representante do DMV, à Reuters.

A troca de e-mails e a reunião indicam que a Tesla está conseguindo bons resultados com a inserção da tecnologia autônoma em seus caminhões elétricos. Agora, com os testes em estrada, a companhia de Elon Musk avança em direção em direção a uma competição com o Uber e a Waymo, divisão de carros autônomos do Google, que também desenvolvem tecnologias semelhantes.

A Tesla anunciou que pretendia lançar um caminhão elétrico há cerca de um ano. Em abril, o bilionário e presidente executivo da companhia, Elon Musk, afirmou no Twitter que o veículo seria lançado em setembro de 2017 e reafirmou a promessa em uma reunião anual de acionistas da empresa em junho. No entanto, Musk nunca mencionou que o caminhão teria capacidades autônomas.

A Tesla tem sido líder no desenvolvimento de veículos autônomos com seus carros de luxo semi-automáticos, como o Model 3, de preço mais baixo, que começou a ser fabricado recentemente.

Mas a empresa não é a única, várias empresas do Vale do Silício que desenvolvem tecnologia de condução autônoma estão trabalhando em caminhões grandes. Para elas, a indústria é o mercado ideal para iniciar a automação, já que esse tipo de veículo costuma viajar em velocidades relativamente consistentes e enfrenta pouco trânsito nas rotas interestaduais. Além disso, os próprios motoristas teriam o benefício de descansar enquanto os caminhões operam sozinhos por longas distâncias.

Algumas companhias estão trabalhando também em uma tecnologia para formar “pelotões inteligentes” de caminhões, um modelo em que um veículo seguiria o outro bem de perto. Se isso for possível, um caminhão líder guiará o caminho para os outros, o que diminuiria a necessidade de motoristas.

A startup Peloton Technology, por exemplo, está trabalhando com várias fabricantes de caminhões, incluindo a Volvo, no seu sistema de “pelotões inteligentes”. Para a empresa, a tecnologia é precursora para os sistemas totalmente autônomos.

Fonte : O Estado de S. Paulo/Agências