[ 19/6/2018 ]
Quinzena tem média diária de 8,9 mil veí...

[ 19/6/2018 ]
Indústria automotiva passa por maiores t...

[ 19/6/2018 ]
Preço do diesel diminui, mas desconto nã...

[ 19/6/2018 ]
Greve de maio tirou fôlego do setor indu...

[ 19/6/2018 ]
Tabela de frete elevará custos em R$ 53,...

[ 19/6/2018 ]
Volvo procura o FH mais antigo do Brasil...

[ 19/6/2018 ]
Iveco inicia entrega 900 ônibus escolare...

[ 19/6/2018 ]
Veja mitos e verdades sobre manutenção d...

[ 19/6/2018 ]
Presidente-executivo da Audi é preso pel...

[ 19/6/2018 ]
Bélgica é o berço de várias montadoras...

[ 18/6/2018 ]
Em três anos, Toyota dobrou investimento...

[ 18/6/2018 ]
Rota 2030 exigirá que montadoras invista...

[ 18/6/2018 ]
Elétrico deve ter impulso com imposto me...

[ 18/6/2018 ]
Tabelar frete é ilegal e estimula formaç...

[ 18/6/2018 ]
Grupo Tracbel compra mais concessionária...

[ 18/6/2018 ]
Librelato dobra venda em 2018...

[ 18/6/2018 ]
Daimler Trucks lança caminhões elétricos...

[ 18/6/2018 ]
Sinal verde para a Frontier argentina...

[ 18/6/2018 ]
Corrida pela sustentabilidade...

[ 18/6/2018 ]
Indústria paulista puxou para baixo a re...




 

Data: 12/9/2017

Vendas de ônibus usados acumulam alta de 25,2%
 
Um mercado que não ganha tanto destaque na mídia, mas que movimenta recursos significativos tem crescido em época de crise econômica.

A comercialização de ônibus usados no Brasil acumula alta de 25,2% entre janeiro e agosto de 2017 na comparação com igual período de 2016.

Foram vendidos, segundo a Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, 33.156 ônibus usados nos oito primeiros meses deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 26.483 veículos de transporte coletivo usados.

Para se ter uma ideia da importância do mercado de ônibus semi-novos o usados, ainda de acordo com a Fenabrave, entre janeiro e agosto de 2017, foram emplacados 9.774 veículos de transporte coletivo, número que representa queda de 5,38% em relação às 10.330 unidades emplacas no mesmo período de 2016.

Isso significa dizer que entre janeiro e agosto, em volume, o mercado de ônibus usados foi 3,39 vezes maior que o de novos.

O ranking de marcas de ônibus usados é parecido com o de vendas de novos, com Mercedes-Benz, Volkswagen/MAN, e Marcopolo (Volare) nas primeiras colocações em participação no mercado.

Fonte : Diário do Transporte/Adamo Bazani