[ 21/9/2017 ]
Iveco prepara lançamentos em comemoração...

[ 21/9/2017 ]
Grupo de empresas quer mais carros elétr...

[ 21/9/2017 ]
Montadoras já enxergam avanço de dois dí...

[ 21/9/2017 ]
Ritmo da tecnologia desafia as montadora...

[ 21/9/2017 ]
Consumo de aço mantém trajetória de recu...

[ 21/9/2017 ]
Total Lubrificantes mira mercado de pesa...

[ 21/9/2017 ]
Volkswagen Gol 1.0 MPI Track Flex 2017...

[ 21/9/2017 ]
BMW lança linha Individual de cores exte...

[ 21/9/2017 ]
Até 2030, carros a energia devem ser 10%...

[ 21/9/2017 ]
Salão dos Veículos Híbridos-Elétricos ab...

[ 20/9/2017 ]
Nissan atinge marca de 150 mil carros pr...

[ 20/9/2017 ]
Volkswagen é condenada a pagar R$ 1 bilh...

[ 20/9/2017 ]
Governo tem 15 dias para definir se 2018...

[ 20/9/2017 ]
Europa e Japão querem acelerar condenaçã...

[ 20/9/2017 ]
Chevrolet Equinox estreia mirando Jeep C...

[ 20/9/2017 ]
Ford lança linha de acessórios originais...

[ 20/9/2017 ]
São Paulo notificará motoristas por velo...

[ 20/9/2017 ]
Dieselgate, dois anos: o que mudou no ‘r...

[ 20/9/2017 ]
Montadoras mostram as cabines do futuro...

[ 20/9/2017 ]
A indústria automobilística e o controle...




 

Data: 13/9/2017

VW investe bilhões em carros elétricos na busca por mercado de massa
 
A Volkswagen está intensificando sua migração para carros elétricos e planeja investir mais de 20 bilhões de euros em veículos que não emitem poluentes até 2030 para desafiar a pioneira Tesla no desenvolvimento de um mercado de massa.

A maior montadora do mundo em vendas disse nesta segunda-feira que aumentou seu objetivo para lançar 80 novos modelos elétricos através de seu grupo multimarcas até 2015, em comparação com a meta anterior de 30 novos carros. A Volkswagen também quer oferecer uma versão elétrica para cada um de seus 300 modelos do grupo até 2030.

A empresa alemã disse anteriormente que investiria mais de 10 bilhões de euros até 2025 em uma migração para veículos elétricos.

Antes do escândalo de emissão de poluentes revelado há dois anos, a VW retardou o desenvolvimento em carros elétricos e tecnologia autônoma. Mas o "dieselgate" provocou uma mudança estratégica, a medida que os eventos aumentaram a pressão sobre as montadoras para acelerar o desenvolvimento de modelos que não emitam poluentes.

"Uma empresa como a Volkswagen precisa liderar, não seguir", disse o presidente-executivo, Matthias Mueller, a jornalistas.

O chamado modelo ID da VW competirá com o carro menos caro da Tesla para consumidores do mercado de massa, o novo sedã Model 3 com preço-base em 35 mil dólares.

As crescentes restrições e custos para veículos movidos a diesel e a gasolina estão estimulando o aumento de carros elétricos, embora os analistas digam que grande investimentos em pontos de recarga e redes de energia serão necessários para atender um mercado de massa.

Fonte : Reuters/Andreas Cremer