[ 22/5/2018 ]
Financiamento de carro tem alta de quase...

[ 22/5/2018 ]
Produção de ônibus cresce 53%...

[ 22/5/2018 ]
IPI dos veículos seguirá baseado na capa...

[ 22/5/2018 ]
Burocracia trava comércio exterior...

[ 22/5/2018 ]
Consumo brasileiro de aço mantém ritmo d...

[ 22/5/2018 ]
Consumo de gás natural aumenta 9% no tri...

[ 22/5/2018 ]
Volvo Cars amplia rede e anuncia cinco n...

[ 22/5/2018 ]
Sem avanço nas negociações, greve contin...

[ 22/5/2018 ]
Volkswagen Gol e Voyage chegam à linha 2...

[ 22/5/2018 ]
Paralisação de caminhoneiros contra alta...

[ 21/5/2018 ]
CEO da Volkswagen expõe apreensão com o ...

[ 21/5/2018 ]
Negociação sobre carros avança entre UE ...

[ 21/5/2018 ]
Trabalhador volta a ter força no berço d...

[ 21/5/2018 ]
Retomada econômica será a mais lenta da ...

[ 21/5/2018 ]
RenovaBio ainda enfrenta divergência qua...

[ 21/5/2018 ]
Volvo amplia capacidades de seus caminhõ...

[ 21/5/2018 ]
XC60 equaciona luxo, desempenho e tecnol...

[ 21/5/2018 ]
Fiat deixará de fabricar carros para mer...

[ 21/5/2018 ]
Uruguai possui trajeto completo de bomba...

[ 21/5/2018 ]
Volkswagen abre inscrições para o "Talen...




 

Data: 10/10/2017

JAC T20 chega no segundo semestre de 2018 na faixa dos R$ 40 mil para brigar com Renault Kwid
 
Depois de anunciar que se dedicará à uma linha de SUVs e crossovers no Brasil, a JAC Motors prepara o lançamento do subcompacto T20 para o segundo semestre de 2018. Segundo fontes ligadas a concessionárias da marca, o modelo derivado do J2 será importado da China custando aproximadamente R$ 40 mil para concorrer com os pequenos aventureiros urbanos Renault Kwid e Fiat Mobi Way.

Apostando em uma atraente lista de equipamentos de série, o T20 deverá ser vendido com os itens disponíveis em seu país de origem: airbags frontais, freios com ABS, ar-condicionado, direção elétrica, central multimídia, faróis de neblina, rodas de liga leve, vidros e travas com acionamento nas quatro portas, entre outros.

Em relação ao J2, o T20 adota visual mais robusto, com para-choques redesenhados, grade frontal maior e faróis exclusivos. Para reforçar a aparência aventureira, o subcompacto ganha racks de teto e leva o estepe pendurado na tampa do pequeno porta-malas de 121 litros. Para ampliar o espaço interno, o banco traseiro pode ser rebatido parcial ou totalmente.

Por dentro, o T20 recebeu uma repaginada que o deixou mais refinado que o J2. O painel de instrumentos é totalmente novo, assim como o revestimento bicolor dos bancos e das portas com materiais macios ao toque. Devido o estepe pendurado na traseira, o comprimento do T20 superará os 3,53 metros do J2. Já o 1,64 m de largura e os 2,39 m de distância entre-eixos não mudam. A altura é ligeiramente superior ao 1,47 m do J2 por conta da suspensão elevada.

Já o conjunto mecânico não sofrerá alterações. O T20 chegará equipado com o motor 1.4 16V flex, que entrega 110 cv de potência e 14,1 kgfm de torque com gasolina e 113 cv e 14,4 kgfm quando abastecido com etanol. O câmbio é manual de cinco marchas.

Fonte : Carsale