[ 24/9/2018 ]
Volkswagen pretende iniciar produção de ...

[ 24/9/2018 ]
Crise na Argentina desafia produção de v...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel foca nos elétricos e ...

[ 24/9/2018 ]
Presidenciáveis rejeitam renovar subsídi...

[ 24/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 24/9/2018 ]
O maior acerto de uma montadora francesa...

[ 24/9/2018 ]
Governo alemão e montadoras continuam co...

[ 24/9/2018 ]
VWCO e Ambev somam forças em prol da mob...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel 2018 terá atrações di...

[ 24/9/2018 ]
GM anuncia vencedores do Prêmio de Suste...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen já avalia alternativas para a...

[ 21/9/2018 ]
Rota 2030 deverá passar no Congresso em ...

[ 21/9/2018 ]
Veículos mais "limpos" evoluem, mas aind...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen trabalhará aos sábados...

[ 21/9/2018 ]
Preço do GNV sobe mais do que o da gasol...

[ 21/9/2018 ]
ANP libera mais R$706,6 milhões à Petrob...

[ 21/9/2018 ]
Diminui a confiança dos empresários da i...

[ 21/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 21/9/2018 ]
Ambiental restaura trólebus que reúne a ...

[ 21/9/2018 ]
Ônibus, responsável pelo transporte de 8...




 

Data: 10/10/2017

Exportações de máquinas agrícolas superam US$ 2 bilhões
 
Assim como acontece em outros segmentos do setor automotivo, também no de máquinas agrícolas e rodoviárias os bons números na área externa têm garantindo aumento da produção bem acima do desempenho interno. No acumulado dos primeiros nove meses do ano foram fabricadas 43.993 dessas unidades, o que representou crescimento de 20,3% sobre as 36.562 do mesmo período do ano passado.

As exportações de máquinas agrícolas e rodoviárias até setembro atingiram 9.940 unidades, total 38,4% superior às 7.130 unidades embarcadas nos primeiros nove meses de 2016. Em receita o desempenho é ainda mais positivo, fruto do mix que este ano contempla produtos de maior valor agregado. As exportações do segmento já superaram US$ 2,1 bilhões, alta de 53% sobre a receita de US$ 1,37 bilhão obtida no período janeiro a setembro do ano passado.

No caso do mercado interno, o segmento registra acréscimo de 8,5% no ano, com 33,5 mil unidades comercializadas contra as 30,9 mil do mesmo período de 2016. Os dados foram divulgados na quinta-feira, 5 , pela Anfavea, e indicam um quadro de mão de obra nos fabricantes de máquinas agrícolas e rodoviárias na faixa de 18,7 mil empregados. Em relação a setembro do ano passado houve crescimento de 13,2% no número de empregos, com a criação de

Por subsegmento, o único que tem produção em queda, na faixa de 24% este ano, é o de cultivadores motorizados. Os demais estão todos em alta, que é de 20% no caso do tratores de rodas e de 42% no de tratores de esteira. Também cresce em ritmo acelerado, de 33%, a fabricação de colheitadeiras de grãos.

Fonte : AutoIndústria