[ 17/11/2017 ]
Volkswagen quer mais do que dobrar produ...

[ 17/11/2017 ]
Temor de nova condenação na OMC trava Ro...

[ 17/11/2017 ]
Disputa entre montadora e autopeça indep...

[ 17/11/2017 ]
Exportações de autopeças crescem 10,5% n...

[ 17/11/2017 ]
Montadora quer pedaço maior do mercado d...

[ 17/11/2017 ]
Honda ainda não tem planos para a fábric...

[ 17/11/2017 ]
Mercedes-Benz lança canais nas redes soc...

[ 17/11/2017 ]
Montadoras investem cada vez mais na mod...

[ 17/11/2017 ]
GM desafia Tesla com promessa de carros ...

[ 17/11/2017 ]
Volkswagen vai investir € 10 bilhões par...

[ 16/11/2017 ]
Produção de veículos reforça a indústria...

[ 16/11/2017 ]
AGCO desiste de negócio com a Kepler...

[ 16/11/2017 ]
Temer e empresários debatem programa aut...

[ 16/11/2017 ]
Mercado continua cauteloso sobre a recup...

[ 16/11/2017 ]
Reajuste de combustíveis impõe "viés de ...

[ 16/11/2017 ]
Fabricantes de motos premium veem retoma...

[ 16/11/2017 ]
Setor automotivo prevê empregos e cresci...

[ 16/11/2017 ]
Fiat viu em regime militar aval para fáb...

[ 16/11/2017 ]
Mercedes-Benz oferece um ano de manutenç...

[ 16/11/2017 ]
Grupo Volvo inaugura nova concessionária...




 

Data: 11/10/2017

Montadoras japonesas registram forte crescimento das vendas na China
 
As principais montadoras japonesas estão registrando forte crescimento na China, maior mercado automobilístico do mundo, reduzindo as preocupações sobre uma desaceleração no mercado após os incentivos fiscais terem sido reduzidos este ano.

A Toyota Motor Corp e a Honda Motor disseram que as vendas de veículos na China cresceram perto de 15% em setembro, após fortes vendas em agosto. A Nissan Motor anunciou na segunda-feira crescimento semelhante.

Após um início de ano lento, o mercado automotivo da China acelerou desde meados do ano, registrando o terceiro mês consecutivo de alta nas vendas em agosto. A expectativa é que o setor tenha um crescimento 5 por cento neste ano em relação a um avanço de dois dígitos em 2016.

Os analistas disseram que as montadoras internacionais estão sendo as mais beneficiadas pelo crescimento das vendas na China, enquanto algumas rivais chineses viram um lento crescimento das vendas e uma disputa diplomática entre Pequim e Seul atingiu a coreana Hyundai Motor e a sua afiliada Kia Motors.

"Após um bom ritmo nos últimos meses, as marcas chinesas estão crescendo muito mais lentamente", disse Yale Zhang, chefe da consultoria Automotive Foresight.

"É por isso que algumas boas (montadoras) estrangeiras estão vendo suas vendas crescerem em dois dígitos."

As vendas da Toyota na China cresceram 14,1% em setembro em relação ao ano anterior para 118.900 veículos, após um aumento de 13,2% em agosto. Nos primeiros nove meses do ano, a empresa vendeu 960.400 veículos na China, alta de 7,9% em relação a 2016.

As vendas da Honda aumentaram 15,5% no mês, após um aumento de 20,6 por cento em agosto. As vendas de janeiro a setembro totalizaram 1,03 milhão de veículos, um aumento de 17,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A Honda, a menor das duas montadoras, superou a Toyota na China até agora este ano, graças aos seus modelos campeões de venda, incluindo o Civic redesenhado.

A Toyota, a maior montadora do Japão em volume, ainda tem como alvo vender mais de 1,21 milhão de veículos neste ano na China, ante 1,2 milhão de veículos vendidos em 2016.

Fonte : Reuters/Norihiko Shirouzu e Adam Jourdan