[ 23/10/2017 ]
Iveco lança edições especiais em comemor...

[ 23/10/2017 ]
Na crise, matrizes enviam R$ 60 bilhões ...

[ 23/10/2017 ]
Venda de caminhão dependerá menos do BND...

[ 23/10/2017 ]
Consumo puxa retomada gradual, mas sólid...

[ 23/10/2017 ]
Carro conectado requer aplicações mais s...

[ 23/10/2017 ]
Aceleradora divulga oito startups que vã...

[ 23/10/2017 ]
O glamour está de volta…...

[ 23/10/2017 ]
Novo CR-V chega ao País no primeiro bime...

[ 23/10/2017 ]
Chevrolet Deluxe 1941 é o regaste da inf...

[ 23/10/2017 ]
Permissão internacional para dirigir é a...

[ 20/10/2017 ]
Kia investe R$ 165 milhões para renascer...

[ 20/10/2017 ]
Com fim do Inovar-Auto, importadoras de ...

[ 20/10/2017 ]
Usinas já veem oportunidade com carro el...

[ 20/10/2017 ]
Petrobras anuncia alta de 0,20% no preço...

[ 20/10/2017 ]
Brasil avança em ranking de expansão da ...

[ 20/10/2017 ]
Montadora chinesa Chery quer vender 50% ...

[ 20/10/2017 ]
Novo centro de simulação da FCA acelera ...

[ 20/10/2017 ]
Cummins revigorada...

[ 20/10/2017 ]
Por que você deve comprar um carro usado...

[ 20/10/2017 ]
Contran regulamenta padrões para semáfor...




 

Data: 11/10/2017

Citröen Jumpy: a outra arma do Grupo PSA.
 
Um dos objetivos do plano estratégico de crescimento do Grupo PSA para a América Latina é dobrar as vendas de utilitários na região, de 30 mil para 60 mil unidades anuais até 2023. Os primeiros passos em direção à empreitada começaram a ser dados com a apresentação Peugeot Expert, no mês passado, e agora com o Citröen Jumpy, a outra ferramenta da companhia que, embora do ponto de vista técnico sejam o mesmo veículo, atuam de maneira independente no mercado.

Ainda que Expert e Jumpy compartilhem a mesma mecânica, carroceria e linha de montagem (na fábrica da Nordex, no Uruguai), o grupo francês prefere preservar as identidades de cada marca. É assim que funciona em todos os mercados em que atua e é desta maneira que sustenta o sucesso. Com 20% de participação, a PSA tem a liderança no segmento de utilitários na Europa. Em alguns mercados, como Portugal e França, a fatia supera dos 30%.

Desempenho semelhante a empresa espera obter por aqui. “O segmento de veículos de comerciais leves é uma área na qual há muito o que se fazer”, avalia Carlos Gomes, CEO da PSA para Brasil e América Latina. “É uma fronteira aberta, com poucos concorrentes e um enorme potencial de crescimento.”

O grupo começa a pisar nesse campo a ser explorado com duas novas armas, mas não fica saí. No caso da Citröen, Gomes já adianta para os próximos meses a introdução de uma gama de utilitários. Além do furgão Jumpy, agora revelado, virá uma versão de passageiros do veículo, o lançamento de um novo Berlingo, e também do novo Jumper, também versões furgão e passageiro. Com a linha a disposição do mercado, a marca espera obter um crescimento de participação no segmento de utilitários na região da América Latina acima de 10 pontos porcentuais em cinco anos, ao sair de 1,3% em 2017 para 12,1% em 2021.

O Jumpy começa a corrida para ascender a marca até lá. É um furgão indicado para as aplicações de distribuição urbana de carga. O veículo tem capacidade para a 1.500 quilos de carga de útil e, como o irmão Peugeot Expert, traz alguns recursos vantajosos para o serviço de transporte de mercadorias.

Além da habitual porta lateral corrediça, as portas traseiras abrem até 180 Graus, o que permite uso de empilhadeiras. O compartimento, com capacidade volumétrica para 6,6 m³, tem piso praticamente plano, onde há interferência mínima das caixas de roda. Também o chamado Moduwork (mecanismo permite levantar o banco do passageiro), permite ampliar o espaço interno para poder abrigar material com até 4 metros de comprimento sobre o assoalho.

No trem de força, o Jumpy traz motor 1.6 Turbo Diesel BlueHDi com 115 cv a 3.500 rpm e torque de 30 kgfm a 1.750 rpm associado a câmbio de 6 marchas. De acordo com a marca, o conjunto proporciona a maior economia de combustível da categoria, garantindo ao veículo autonomia de até 820 km em ciclo de operação mista.

O Jumpy será oferta em duas versões: Furgão, por R$ 79.990, e Furgão Pack, por R$ 87.990. Os veículos são vem equipados com ampla lista de itens de série, como direção eletrohidráulica, sistema de controle de estabilidade, regulador de velocidade, assistente de saída em rampa, sistema de áudio, luz diurna de segurança vidros e travas elétricas, indicador de fadiga e banco do motorista com regulagem de altura. Na versão mais cara, adiciona-se ainda ar-condicionado, acionamento elétrico do ajuste dos retrovisores, Moduwork e faróis de neblina.

Para se ter sucesso no segmento de veículos utilitários, não basta o produto, é preciso entregar serviços. Para o Jumpy e a gama de utilitários que vem por aí, a Citröen estabeleceu ações para fazer a diferença na hora de atender o cliente, tendo como meta a ideia de que o veículo não pode ficar parado. Foi criado, então, o Compromisso Citröen Pro.

Basicamente a marca garante revisão pronta no mesmo dia desde que agendada, caso contrário a revisão seguinte é gratuita, preço fixo de revisão, disponibilidade de veículo reserva caso o serviço demande mais de quatro dias, facilidade de pagamento em até quatro vezes no cartão e 8 anos de assistência 24 horas com reboque gratuito, se necessário.

Fonte : Estradão