[ 23/10/2017 ]
Iveco lança edições especiais em comemor...

[ 23/10/2017 ]
Na crise, matrizes enviam R$ 60 bilhões ...

[ 23/10/2017 ]
Venda de caminhão dependerá menos do BND...

[ 23/10/2017 ]
Consumo puxa retomada gradual, mas sólid...

[ 23/10/2017 ]
Carro conectado requer aplicações mais s...

[ 23/10/2017 ]
Aceleradora divulga oito startups que vã...

[ 23/10/2017 ]
O glamour está de volta…...

[ 23/10/2017 ]
Novo CR-V chega ao País no primeiro bime...

[ 23/10/2017 ]
Chevrolet Deluxe 1941 é o regaste da inf...

[ 23/10/2017 ]
Permissão internacional para dirigir é a...

[ 20/10/2017 ]
Kia investe R$ 165 milhões para renascer...

[ 20/10/2017 ]
Com fim do Inovar-Auto, importadoras de ...

[ 20/10/2017 ]
Usinas já veem oportunidade com carro el...

[ 20/10/2017 ]
Petrobras anuncia alta de 0,20% no preço...

[ 20/10/2017 ]
Brasil avança em ranking de expansão da ...

[ 20/10/2017 ]
Montadora chinesa Chery quer vender 50% ...

[ 20/10/2017 ]
Novo centro de simulação da FCA acelera ...

[ 20/10/2017 ]
Cummins revigorada...

[ 20/10/2017 ]
Por que você deve comprar um carro usado...

[ 20/10/2017 ]
Contran regulamenta padrões para semáfor...




 

Data: 11/10/2017

MAN Latin America amplia sua linha de veículos para o transporte escolar
 
Comprometida com o desenvolvimento contínuo e pioneira nos projetos de veículos dedicados ao transporte escolar, a MAN Latin America lança o mais novo integrante de sua linha de chassis de ônibus: o Volksbus 10.160 ODR. Com capacidade para 44 alunos e já equipado com o dispositivo de poltrona móvel (DPM) para maior acessibilidade, o novo ORE 2 oferece a melhor relação custo-benefício do transporte escolar rural, com um menor valor de aquisição e custo operacional inferior.

“Com o novo ORE 2, possibilitaremos às prefeituras comprarem mais veículos com os mesmos recursos de antes, transportando mais alunos para a escola”, afirma Jorge Carrer, gerente executivo de Vendas da MAN Latin America.

Em conjunto com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a MAN Latin America desenvolveu um produto que atende a uma lacuna do mercado, pois atualmente tanto as carrocerias com capacidade para 44 alunos quanto para 60 alunos são montadas sobre o mesmo chassi de 15 toneladas.

Por que escolher um chassi de 10 toneladas?

De acordo com Ricardo Yada, supervisor de Marketing do Produto da montadora, trata-se de uma versão otimizada para sua operação. “Na configuração ORE 2 , isso não se faz necessário, visto que com o Volksbus 10.160 ODR nós conseguimos atender com a mesma robustez, confiabilidade e segurança dos atuais 15.190 ODR, porém com um custo de aquisição e operação consideravelmente menor, com a qualidade já conhecida pelo mercado”, explica.

A MAN Latin America vai oferecer o veículo de 10 toneladas, que tem o tamanho e configuração sob medida para garantir a confiabilidade e segurança ideal para aplicação. O modelo está equipado com suspensão, chassi e eixos reforçados, para que os veículos fora de estrada possam ultrapassar os terrenos acidentados e as mais diversas situações de pavimentação do país.

Engenharia para Caminho da Escola

A Engenharia da MAN Latin America trabalha com uma equipe dedicada à aplicação dos veículos para o Caminho da Escola desde o início do programa, sendo pioneira no desenvolvimento dos primeiros modelos do mercado. Para o lançamento do Volksbus 10.160 ODR, o projeto começou no início de 2016, a partir da observação conjunta com o FNDE de oportunidade para um veículo mais adequado para a aplicação ORE2, com 44 alunos, em termos de custo versus benefício.

O veículo segue a linha de desenvolvimento tradicional e consolidado dos produtos Volkswagen para o programa Caminho da Escola, que têm em seu DNA premissas como segurança, robustez, durabilidade e acessibilidade e que foram aprimoradas ao longo dos 10 anos de parceria no programa.

Transporte para todos

Para este novo produto, a MAN Latin America agregou o que há de mais moderno no quesito acessibilidade: o novo dispositivo de poltrona móvel (DPM), facilitando o acesso aos estudantes com mobilidade reduzida, que passam a se sentar lado a lado com os demais passageiros, promovendo real inclusão. Além disso, o mecanismo mantém a lotação máxima do veículo e ainda amplia a capacidade de transporte para duas pessoas com limitação de locomoção.

“Além de facilitar a acessibilidade através do DPM, dispensamos a necessidade de o aluno viajar todo o trajeto em sua cadeira de rodas, proporcionando maior conforto, segurança e igualdade entre todas as crianças. Durante as avaliações do DPM, foi perceptível no olhar das crianças a alegria de poder ir à escola sentados na mesma poltrona que os demais colegas, facilitando a sua interação e inclusão junto aos demais alunos”, comenta Argel Franceschini, supervisor de Engenharia Avançada Ônibus.

Características técnicas que são premissas do portfólio da MAN Latin America para o Caminho da Escola:

- Eixo trativo com bloqueio do diferencial
- Pneus de uso misto para aplicação rural, adequados a estradas não pavimentadas.
- Suspensões reforçadas e elevadas, com molas trapezoidais de lâminas retas, assegurando maior durabilidade, robustez e fácil manutenção, além de maior altura para sobrepor obstáculos durante as rotas pelo interior do Brasil.
- Eixo dianteiro com viga em aço forjado, maior durabilidade e vão livre em relação ao solo evitando danos ao veículo ou as suspensões.
- Ângulos de ataque e saída do veículo maiores para facilitar a circulação do mesmo nas vias rurais.
- Chassis reforçado, com isso trabalhamos com um veículo que possui um folga de capacidade, assegurando uma vida útil maior do produto, uma vez que o mesmo opera em condições severas e com manutenção não frequente.
- Freios a tambor, maior durabilidade dos freios com manutenção simples.
- Maior largura interna, 2.300 mm, aumentando o conforto aos alunos.
- Altura de saia lateral elevada, superior a 550 mm, facilitando a sobreposição de obstáculos sem danificar a carroceria do veículo.
- Parachoque traseiro retrátil, segurança e flexibilidade durante a operação.
- Protetor metálico frontal para radiador e cárter, evitando danos aos mesmos durante a operação rural.
- Manutenção simples e reduzida

Fonte : O Brasil Sobre Rodas