[ 17/11/2017 ]
Volkswagen quer mais do que dobrar produ...

[ 17/11/2017 ]
Temor de nova condenação na OMC trava Ro...

[ 17/11/2017 ]
Disputa entre montadora e autopeça indep...

[ 17/11/2017 ]
Exportações de autopeças crescem 10,5% n...

[ 17/11/2017 ]
Montadora quer pedaço maior do mercado d...

[ 17/11/2017 ]
Honda ainda não tem planos para a fábric...

[ 17/11/2017 ]
Mercedes-Benz lança canais nas redes soc...

[ 17/11/2017 ]
Montadoras investem cada vez mais na mod...

[ 17/11/2017 ]
GM desafia Tesla com promessa de carros ...

[ 17/11/2017 ]
Volkswagen vai investir € 10 bilhões par...

[ 16/11/2017 ]
Produção de veículos reforça a indústria...

[ 16/11/2017 ]
AGCO desiste de negócio com a Kepler...

[ 16/11/2017 ]
Temer e empresários debatem programa aut...

[ 16/11/2017 ]
Mercado continua cauteloso sobre a recup...

[ 16/11/2017 ]
Reajuste de combustíveis impõe "viés de ...

[ 16/11/2017 ]
Fabricantes de motos premium veem retoma...

[ 16/11/2017 ]
Setor automotivo prevê empregos e cresci...

[ 16/11/2017 ]
Fiat viu em regime militar aval para fáb...

[ 16/11/2017 ]
Mercedes-Benz oferece um ano de manutenç...

[ 16/11/2017 ]
Grupo Volvo inaugura nova concessionária...




 

Data: 13/11/2017

S10 ganha edição comemorativa 100 Years
 
A Chevrolet está celebrando 100 anos de produção de picapes no mundo com uma série especial para a S10. Batizada de 100 Years, ela é baseada no catálogo de topo High Country, com motor 2.8 turbodiesel de 200 cv e transmissão automática de seis velocidades, e está chegando às concessionárias com o preço único de R$ 187.590.

As mudanças da edição limitada, que tem apenas 450 unidades produzidas e numeradas, são apenas estéticas. O logotipo da gravata aparece em estilização vintage na grade dianteira, nas portas dianteiras e na tampa traseira. A grade dianteira é pintada na cor da carroceria e traz cromados apenas em alguns detalhes. Adesivos no capô, rodas de alumínio de 18″ com desenho exclusivo e capota marítima na cor azul, com inscrição “100 Years” em baixo relevo, completam o visual.

Por dentro, o acabamento é em tons de preto e cinza. Nos frisos internos das portas dianteiras, está grafado o número de série que distingue cada exemplar – a GM acredita que essa edição da picape será cultuada como um item de colecionador. O exemplar número 001 será objeto de um leilão beneficente que ocorrerá em Ilhabela (SP).

De resto, o conteúdo é idêntico ao da versão de topo High Country e inclui direção elétrica, controles de estabilidade e tração, sensores de obstáculos dianteiro e traseiro, câmera traseira, central multimídia MyLink com GPS e tela de 8″ e assistente OnStar.

Há apenas uma opção de cor: azul Steel. O mesmo tom está sendo usado pela marca nos Estados Unidos, nas edições 100 Years das picapes Silverado e Colorado. Mundialmente, a Chevrolet produziu, nesses cem anos, 85 milhões de exemplares de picapes, vendidas em cem países.

No evento de apresentação a jornalistas automotivos brasileiros e argentinos, a GM convidou o Chevrolet Clube do Brasil de Carros Antigos para mostrar parte de seu acervo de picapes.

Marcaram presença no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba (SP), relíquias como um modelo M de 1925, um modelo “Marta Rocha” de 1955, uma Apache de 1958 e alguns exemplares da série 3100, conhecida como Chevrolet Brasil. Além deles, havia uma El Camino norte-americana de 1973 e uma D10 de 1984.

Fonte : Jornal do Carro