[ 18/10/2018 ]
Atrito entre Fiat e Ford põe em xeque Ro...

[ 18/10/2018 ]
CNT defende criação de programa nacional...

[ 18/10/2018 ]
Compradores de treze países vão se reuni...

[ 18/10/2018 ]
Superficialidade de Haddad e Bolsonaro f...

[ 18/10/2018 ]
"Prévia do PIB" tem alta de 0,47% em ago...

[ 18/10/2018 ]
Atividade econômica registra terceiro mê...

[ 18/10/2018 ]
VWCO reforça presença no interior paulis...

[ 18/10/2018 ]
Cummins comemora mês da Diversidade e am...

[ 18/10/2018 ]
Venda de automóveis na Europa recua 23% ...

[ 18/10/2018 ]
A nova diretoria da Adefa...

[ 18/10/2018 ]
A nova diretoria da Adefa...

[ 17/10/2018 ]
BNDES aprova R$ 6,7 milhões para estaçõe...

[ 17/10/2018 ]
Média diária na quinzena supera 10,5 mil...

[ 17/10/2018 ]
Bolsonaro quer destravar projetos de inf...

[ 17/10/2018 ]
Exportador teme ações de novo governo...

[ 17/10/2018 ]
Déficit das autopeças cresce 17% este an...

[ 17/10/2018 ]
Mercedes-Benz comemora novas vendas de ô...

[ 17/10/2018 ]
Mercedes-Benz leva o balcão de peças par...

[ 17/10/2018 ]
Continental Pneus lança banda de rodagem...

[ 17/10/2018 ]
Randon Implementos lança em Chapecó nova...




 

Data: 7/12/2017

Volkswagen tem novo vice-presidente de finanças para América do Sul e Brasil
 
A Volkswagen anunciou o novo vice-presidente de finanças para a região América do Sul e Brasil: Oliver Schmidt, que começou a carreira na empresa em 1982, como especialista de contabilidade, e atuava como vice-presidente de finanças da SAIC VW desde 2009. Por aqui, o executivo substituiu Osmair Garcia, que se aposentou após 32 anos de trabalho.

Formado em Administração de Indústrias em Wolfsburg e Braunschweig, na Alemanha, Schmidt atuou como chefe representante da marca em Taiwan a partir de 1995. Em 1998, retornou à Europa como responsável comercial de unidades de negócio da divisão de veículos comerciais leves em Hannover e, em 2000, foi transferido à Seat, na Espanha.

De acordo com o fabricante, o executivo será responsável pela gestão do aporte de R$ 7 bilhões que a marca investirá no mercado nacional até 2020. Vale lembrar que já foram anunciados novos planos para o lançamento de 20 modelos nos próximos três anos – entre eles, o sucessor do Gol e um SUV derivado do Polo – sendo 13 deles feitos aqui.

Fonte : Auto Esporte