[ 15/12/2017 ]
"Carro único" para Brasil e Argentina po...

[ 15/12/2017 ]
Cresce a procura por consórcio de veícul...

[ 15/12/2017 ]
Governo reduz a zero imposto de importaç...

[ 15/12/2017 ]
Montadora chinesa chega a Anápolis e vai...

[ 15/12/2017 ]
Superávit comercial deve cair a US$ 50,3...

[ 15/12/2017 ]
Dados da Fenabrave registram um crescime...

[ 15/12/2017 ]
Ford Caminhões projeta mercado maior em ...

[ 15/12/2017 ]
CAOA Montadora assina parceria com a SAE...

[ 15/12/2017 ]
Volkswagen reconhece apoio à ditadura so...

[ 15/12/2017 ]
Peças genuínas DAF e multimarcas TRP tem...

[ 14/12/2017 ]
JAC Motors implantará nova montadora em ...

[ 14/12/2017 ]
Rota 2030 deve exigir aumento de 12% na ...

[ 14/12/2017 ]
Setor de autopeças prevê crescimento sus...

[ 14/12/2017 ]
Dados positivos do varejo de São Paulo...

[ 14/12/2017 ]
Programa de incentivo desagrada às monta...

[ 14/12/2017 ]
Crédito e renda devem impulsionar a expa...

[ 14/12/2017 ]
Novo Toyota Camry desembarca no País...

[ 14/12/2017 ]
Volkswagen Amarok V6 Highline esgota pré...

[ 14/12/2017 ]
Renault entrega vinte veículos elétricos...

[ 14/12/2017 ]
Revisão do carro antes das férias é fund...




 

Data: 7/12/2017

Volkswagen tem novo vice-presidente de finanças para América do Sul e Brasil
 
A Volkswagen anunciou o novo vice-presidente de finanças para a região América do Sul e Brasil: Oliver Schmidt, que começou a carreira na empresa em 1982, como especialista de contabilidade, e atuava como vice-presidente de finanças da SAIC VW desde 2009. Por aqui, o executivo substituiu Osmair Garcia, que se aposentou após 32 anos de trabalho.

Formado em Administração de Indústrias em Wolfsburg e Braunschweig, na Alemanha, Schmidt atuou como chefe representante da marca em Taiwan a partir de 1995. Em 1998, retornou à Europa como responsável comercial de unidades de negócio da divisão de veículos comerciais leves em Hannover e, em 2000, foi transferido à Seat, na Espanha.

De acordo com o fabricante, o executivo será responsável pela gestão do aporte de R$ 7 bilhões que a marca investirá no mercado nacional até 2020. Vale lembrar que já foram anunciados novos planos para o lançamento de 20 modelos nos próximos três anos – entre eles, o sucessor do Gol e um SUV derivado do Polo – sendo 13 deles feitos aqui.

Fonte : Auto Esporte