[ 13/8/2018 ]
Honda e Toyota vão mudar a cara dos seus...

[ 13/8/2018 ]
Demanda por ônibus e caminhões impulsion...

[ 13/8/2018 ]
Participação das exportações cai de 38% ...

[ 13/8/2018 ]
Cummins Brasil cresce 60% em volume de m...

[ 13/8/2018 ]
Indústria pode retomar mercado com acord...

[ 13/8/2018 ]
Marca importante ...

[ 13/8/2018 ]
Ford terá apenas cinco plataformas para ...

[ 13/8/2018 ]
Volkswagen mostra mais um pouco do T-Cro...

[ 13/8/2018 ]
Sem automóveis de luxo, salões vão morre...

[ 13/8/2018 ]
Trump ameaça taxar carros canadenses se ...

[ 10/8/2018 ]
Fábrica da Mitsubishi Motors completa 20...

[ 10/8/2018 ]
Carteiras de financiamento de veículos s...

[ 10/8/2018 ]
Déficit das autopeças cresce 21,7% no an...

[ 10/8/2018 ]
Negócios acelerados no consórcio de pesa...

[ 10/8/2018 ]
Camex reduz para 2% tarifa de importação...

[ 10/8/2018 ]
Governo estuda estender desconto no dies...

[ 10/8/2018 ]
VW Delivery prontos para trabalhar...

[ 10/8/2018 ]
Um carro para não chamar de seu...

[ 10/8/2018 ]
Novo FS440 da Bridgestone promete rendim...

[ 10/8/2018 ]
Estudo apontará quais corredores rodoviá...




 

Data: 8/2/2018

Demanda interna por bens industriais avançou 2,4% em dezembro, diz Ipea
 
A demanda interna por bens industriais voltou a crescer no País no último mês de 2017, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente (CA) de Bens Industriais avançou 2,4% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal.

O indicador é obtido pela soma das importações de bens industriais e da produção industrial brasileira, excluídas as exportações. Entre os componentes do consumo aparente, a produção doméstica excluídas as exportações cresceu 2,1% em dezembro em relação a novembro. As importações de bens industriais aumentaram 2,2%.

O Indicador Ipea de Consumo Aparente acumulou uma alta de 4,2% no ano de 2017. O indicador avançou ainda na comparação interanual, com elevação de 9,7% em dezembro de 2017 ante dezembro de 2016. Na passagem do terceiro trimestre para o quarto trimestre do ano passado, o crescimento foi de 2,9%.

Quanto às classes de produção, a extrativa mineral avançou 3,8% em dezembro ante novembro. A demanda por bens da indústria de transformação avançou 1,4% no período.

Houve crescimento em 17 dos 22 segmentos pesquisados, o que elevou o índice de difusão - que mede a porcentagem dos segmentos da indústria de transformação com aumento em comparação ao período anterior, após ajuste sazonal - de 59% para 77%.

As contribuições mais relevantes foram de outros equipamentos de transporte, com alta de 40,1% em dezembro ante novembro, e veículos automotivos, com expansão de 8,3%.

Fonte : DCI/Agência Estado