[ 15/2/2019 ]
Sindipeças firma parceria para incentiva...

[ 15/2/2019 ]
Setor automotivo tem maior crescimento e...

[ 15/2/2019 ]
Fábrica da Jeep de Goiana será o 1° SUV ...

[ 15/2/2019 ]
Comércio eletrônico de usados movimentou...

[ 15/2/2019 ]
Nissan não terá 3º turno este ano por ca...

[ 15/2/2019 ]
Tecnologia híbrida e-Power da Nissan pod...

[ 15/2/2019 ]
Changan: que marca é essa que vai vender...

[ 15/2/2019 ]
Caoa Chery Tiggo 7: mais uma peça na con...

[ 15/2/2019 ]
Bridgestone fornece equipamento original...

[ 15/2/2019 ]
Grupo FCA vai cantar de Galo com novidad...

[ 14/2/2019 ]
Volvo contrata 300 funcionários e eleva ...

[ 14/2/2019 ]
Toyota projeta em 2019 novos recordes em...

[ 14/2/2019 ]
Crédito deve impulsionar vendas de veícu...

[ 14/2/2019 ]
Vendas no varejo caem 2,2% em dezembro, ...

[ 14/2/2019 ]
Volvo estima crescimento de 20% no merca...

[ 14/2/2019 ]
Os carros PCD mais buscados no Brasil...

[ 14/2/2019 ]
Caminhão leve mais vendido do país e des...

[ 14/2/2019 ]
Coisas que você não sabia sobre o chicot...

[ 14/2/2019 ]
Equador recebe 52 ônibus Volksbus com ca...

[ 14/2/2019 ]
FPT Industrial aponta tendências em emis...




 

Data: 8/2/2018

Demanda interna por bens industriais avançou 2,4% em dezembro, diz Ipea
 
A demanda interna por bens industriais voltou a crescer no País no último mês de 2017, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente (CA) de Bens Industriais avançou 2,4% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal.

O indicador é obtido pela soma das importações de bens industriais e da produção industrial brasileira, excluídas as exportações. Entre os componentes do consumo aparente, a produção doméstica excluídas as exportações cresceu 2,1% em dezembro em relação a novembro. As importações de bens industriais aumentaram 2,2%.

O Indicador Ipea de Consumo Aparente acumulou uma alta de 4,2% no ano de 2017. O indicador avançou ainda na comparação interanual, com elevação de 9,7% em dezembro de 2017 ante dezembro de 2016. Na passagem do terceiro trimestre para o quarto trimestre do ano passado, o crescimento foi de 2,9%.

Quanto às classes de produção, a extrativa mineral avançou 3,8% em dezembro ante novembro. A demanda por bens da indústria de transformação avançou 1,4% no período.

Houve crescimento em 17 dos 22 segmentos pesquisados, o que elevou o índice de difusão - que mede a porcentagem dos segmentos da indústria de transformação com aumento em comparação ao período anterior, após ajuste sazonal - de 59% para 77%.

As contribuições mais relevantes foram de outros equipamentos de transporte, com alta de 40,1% em dezembro ante novembro, e veículos automotivos, com expansão de 8,3%.

Fonte : DCI/Agência Estado