[ 16/1/2019 ]
Produção de picapes marca início da parc...

[ 16/1/2019 ]
Setor de caminhões em bom momento...

[ 16/1/2019 ]
Setor automotivo segue otimista, mas pre...

[ 16/1/2019 ]
Com DNA alemão, concessionária Ssangyong...

[ 16/1/2019 ]
Os 60 anos do Fusca brasileiro...

[ 16/1/2019 ]
Fornecedora de montadoras implanta plata...

[ 16/1/2019 ]
Carros Autônomos: marca americana mostra...

[ 16/1/2019 ]
VW produzirá modelos elétricos nos EUA...

[ 16/1/2019 ]
Salão de Detroit abre com incertezas sob...

[ 16/1/2019 ]
SUV, caminhões e carros esportivos prota...

[ 15/1/2019 ]
Autopeças faturam 18,9% a mais até novem...

[ 15/1/2019 ]
Com reação da indústria, mercado de ônib...

[ 15/1/2019 ]
CNH anuncia nova estrutura organizaciona...

[ 15/1/2019 ]
País já fez consultas à UE sobre limites...

[ 15/1/2019 ]
Pela quarta vez, Onix é mais vendido...

[ 15/1/2019 ]
Granero renova a frota com 10 VW Constel...

[ 15/1/2019 ]
Grupo Daimler Trucks global vende mais d...

[ 15/1/2019 ]
Tecnologia busca controle total da mobil...

[ 15/1/2019 ]
Ônibus urbanos elétricos eCitaro da Merc...

[ 15/1/2019 ]
SUV, caminhões e carros esportivos prota...




 

Data: 13/3/2018

Citroën produzirá Cactus em Porto Real no segundo semestre
 
Após registrar crescimento de 14% no ano passado nas suas vendas na América Latina, a Citroën anuncia que pretende ampliar sua dinâmica comercial na região e confirma a produção do C4 Cactus na fábrica de Porto Real, RJ, a partir do segundo semestre deste ano.

Esse novo produto global, segundo a Citroën, teve todo o seu desenvolvimento pilotado pelas equipes de engenharia e estilo do Grupo PSA na América Latina para atender exclusivamente às demandas dos clientes do Brasil e demais países da região, como Argentina, Uruguai, Paraguai e Colômbia.

O anúncio da produção local do C4 Cactus foi feito durante a conferência de imprensa da marca no Salão Internacional do Automóvel de Genebra, que teve a participação de Linda Jackson, CEO da Citroën.

A executiva destacou que a marca se prepara para abrir um novo capítulo no mercado internacional e assim crescer globalmente. Além do C4 Cactus na América Latina, iniciará na Rússia a produção do novo Jumpy. Dentro os novos mercados contemplados pela Citroën, a CEO citou o Irã, onde será produzido e comercializado o novo C3 também em 2018.

Em relação à América Latina, Linda disse que o crescimento na região foi impulsionado pelo início de montagem do novo Jumpy no Uruguai, modelo que começou a ser vendido no Brasil e Argentina em outubro.

Também foram expressivos os investimentos na marca na Europa, onde a renovação de sua linha permitiu um recorde de vendas e ganhos de participação tanto no segmento de veículos de passeio como de veículos utilitários leves.

Dentro do seu programa de crescimento internacional, a Citroën quer ampliar de 26% para 45% a sua participação nos mercados fora da Europa. Além dos projetos já confirmados para a América Latina e Eurásia, a marca também desenvolve ações para a reconquista do mercado chinês, onde lançará, em breve, a versão chinesa do C3 Aircross.

Fonte : AutoIndústria