[ 24/9/2018 ]
Volkswagen pretende iniciar produção de ...

[ 24/9/2018 ]
Crise na Argentina desafia produção de v...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel foca nos elétricos e ...

[ 24/9/2018 ]
Presidenciáveis rejeitam renovar subsídi...

[ 24/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 24/9/2018 ]
O maior acerto de uma montadora francesa...

[ 24/9/2018 ]
Governo alemão e montadoras continuam co...

[ 24/9/2018 ]
VWCO e Ambev somam forças em prol da mob...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel 2018 terá atrações di...

[ 24/9/2018 ]
GM anuncia vencedores do Prêmio de Suste...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen já avalia alternativas para a...

[ 21/9/2018 ]
Rota 2030 deverá passar no Congresso em ...

[ 21/9/2018 ]
Veículos mais "limpos" evoluem, mas aind...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen trabalhará aos sábados...

[ 21/9/2018 ]
Preço do GNV sobe mais do que o da gasol...

[ 21/9/2018 ]
ANP libera mais R$706,6 milhões à Petrob...

[ 21/9/2018 ]
Diminui a confiança dos empresários da i...

[ 21/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 21/9/2018 ]
Ambiental restaura trólebus que reúne a ...

[ 21/9/2018 ]
Ônibus, responsável pelo transporte de 8...




 

Data: 13/3/2018

Citroën produzirá Cactus em Porto Real no segundo semestre
 
Após registrar crescimento de 14% no ano passado nas suas vendas na América Latina, a Citroën anuncia que pretende ampliar sua dinâmica comercial na região e confirma a produção do C4 Cactus na fábrica de Porto Real, RJ, a partir do segundo semestre deste ano.

Esse novo produto global, segundo a Citroën, teve todo o seu desenvolvimento pilotado pelas equipes de engenharia e estilo do Grupo PSA na América Latina para atender exclusivamente às demandas dos clientes do Brasil e demais países da região, como Argentina, Uruguai, Paraguai e Colômbia.

O anúncio da produção local do C4 Cactus foi feito durante a conferência de imprensa da marca no Salão Internacional do Automóvel de Genebra, que teve a participação de Linda Jackson, CEO da Citroën.

A executiva destacou que a marca se prepara para abrir um novo capítulo no mercado internacional e assim crescer globalmente. Além do C4 Cactus na América Latina, iniciará na Rússia a produção do novo Jumpy. Dentro os novos mercados contemplados pela Citroën, a CEO citou o Irã, onde será produzido e comercializado o novo C3 também em 2018.

Em relação à América Latina, Linda disse que o crescimento na região foi impulsionado pelo início de montagem do novo Jumpy no Uruguai, modelo que começou a ser vendido no Brasil e Argentina em outubro.

Também foram expressivos os investimentos na marca na Europa, onde a renovação de sua linha permitiu um recorde de vendas e ganhos de participação tanto no segmento de veículos de passeio como de veículos utilitários leves.

Dentro do seu programa de crescimento internacional, a Citroën quer ampliar de 26% para 45% a sua participação nos mercados fora da Europa. Além dos projetos já confirmados para a América Latina e Eurásia, a marca também desenvolve ações para a reconquista do mercado chinês, onde lançará, em breve, a versão chinesa do C3 Aircross.

Fonte : AutoIndústria