[ 18/1/2019 ]
Kroschu integra Consórcio Modular da Vol...

[ 18/1/2019 ]
Sprinter é o comercial leve mais vendido...

[ 18/1/2019 ]
Marcas de luxo têm desempenho abaixo da ...

[ 18/1/2019 ]
Setor de aço prevê crescimento com maior...

[ 18/1/2019 ]
Atividade de transporte mostra desaceler...

[ 18/1/2019 ]
Financiamentos de pesados cresceram 26% ...

[ 18/1/2019 ]
PSA tem recorde mundial de vendas...

[ 18/1/2019 ]
UFSC de Joinville pode criar instituto f...

[ 18/1/2019 ]
Com setor automotivo otimista, é hora de...

[ 18/1/2019 ]
Carlos Ghosn ficará preso ao menos até m...

[ 17/1/2019 ]
Jeep mantém liderança no mercado de SUVs...

[ 17/1/2019 ]
Chassi de ônibus OF 1721 da Mercedes-Ben...

[ 17/1/2019 ]
"Países da UE se preparam para um possív...

[ 17/1/2019 ]
Bridgestone reforça presença no Sul...

[ 17/1/2019 ]
Duas décadas de estrada...

[ 17/1/2019 ]
Cummins intensifica ações na área social...

[ 17/1/2019 ]
Daimler Trucks investe em caminhões autô...

[ 17/1/2019 ]
Ford anuncia veículos com tecnologia C-V...

[ 17/1/2019 ]
Mudança no BMW Group Serviços Financeiro...

[ 17/1/2019 ]
HERE Technologies lança índice sobre mob...




 

Data: 14/3/2018

CNC prevê aumento maior nas vendas do varejo em 2018
 
A Confederação Nacional do Comércio (CNC) decidiu rever para cima sua projeção para o desempenho do varejo neste ano, após uma sequência de nove meses seguidos de crescimento das vendas do setor em base interanual (mesmo mês do ano anterior).

Em análise divulgada nesta terça-feira, a divisão econômica da CNC passou de 5% para 5,2% a expectativa para o crescimento do volume de vendas do varejo ampliado, que inclui o comércio de automóveis e materiais de construção. Se confirmada, será a maior alta desde 2012, quando o setor cresceu 8%.
A entidade chamou a atenção para o avanço de 6,5% do varejo ampliado em janeiro, perante mesmo mês de 2017, que seria o maior avanço para o período nessa base de comparação desde 2013 (7%). Esse dado completou, assim, nove meses de resultados positivos consecutivos.

"O segmento automotivo apurou, assim, seu melhor resultado interanual para meses de janeiro dos últimos dez anos. Em janeiro de 2008, o volume de vendas nessa atividade registrou crescimento de 20,9% ante janeiro de 2007", destacou Fábio Bentes, chefe interino da Divisão Econômica da CNC.

Além da sequência de resultados positivos, a CNC considerou, ao revisar seus números, que a ancoragem das expectativas de inflação abaixo do centro da meta neste ano deverá permitir uma queda mais intensa das taxas de juros na ponta nos próximos meses. Isso deverá permitir que a recuperação do volume de vendas do setor.

Fonte : Valor Econômico/Bruno Villas Bôas