[ 15/8/2018 ]
Novo veículo compacto global da Volks de...

[ 15/8/2018 ]
Com capacidade no limite, Hyundai chega ...

[ 15/8/2018 ]
Scania incorpora nova maneira de vender ...

[ 15/8/2018 ]
Iochpe-Maxion reforça estratégia de inte...

[ 15/8/2018 ]
Vendas especiais para o público PCD disp...

[ 15/8/2018 ]
SUVs e hatches pequenos continuam ganhan...

[ 15/8/2018 ]
Brasil ganha nova geração do Porsche Cay...

[ 15/8/2018 ]
Tratores da Case IH serão entregues a pe...

[ 15/8/2018 ]
Aprenda a trocar os limpadores de para-b...

[ 15/8/2018 ]
Kia apresenta tecnologia de sistema de s...

[ 14/8/2018 ]
Governo envia à Câmara dos Deputados pro...

[ 14/8/2018 ]
Sindipeças quer incentivar inovação no s...

[ 14/8/2018 ]
Preço de carro zero sobe até 35,95% em t...

[ 14/8/2018 ]
Caoa Chery expande vendas no Brasil...

[ 14/8/2018 ]
Curitiba ganha primeiro centro automotiv...

[ 14/8/2018 ]
Argentina anuncia pacote para conter esc...

[ 14/8/2018 ]
União Europeia se prepara para o caos do...

[ 14/8/2018 ]
Anfir abre portas no México...

[ 14/8/2018 ]
Apple contrata ex-engenheiro chefe da Te...

[ 14/8/2018 ]
Viviane Mansi assume áreas de RP e Comun...




 

Data: 14/3/2018

CNC prevê aumento maior nas vendas do varejo em 2018
 
A Confederação Nacional do Comércio (CNC) decidiu rever para cima sua projeção para o desempenho do varejo neste ano, após uma sequência de nove meses seguidos de crescimento das vendas do setor em base interanual (mesmo mês do ano anterior).

Em análise divulgada nesta terça-feira, a divisão econômica da CNC passou de 5% para 5,2% a expectativa para o crescimento do volume de vendas do varejo ampliado, que inclui o comércio de automóveis e materiais de construção. Se confirmada, será a maior alta desde 2012, quando o setor cresceu 8%.
A entidade chamou a atenção para o avanço de 6,5% do varejo ampliado em janeiro, perante mesmo mês de 2017, que seria o maior avanço para o período nessa base de comparação desde 2013 (7%). Esse dado completou, assim, nove meses de resultados positivos consecutivos.

"O segmento automotivo apurou, assim, seu melhor resultado interanual para meses de janeiro dos últimos dez anos. Em janeiro de 2008, o volume de vendas nessa atividade registrou crescimento de 20,9% ante janeiro de 2007", destacou Fábio Bentes, chefe interino da Divisão Econômica da CNC.

Além da sequência de resultados positivos, a CNC considerou, ao revisar seus números, que a ancoragem das expectativas de inflação abaixo do centro da meta neste ano deverá permitir uma queda mais intensa das taxas de juros na ponta nos próximos meses. Isso deverá permitir que a recuperação do volume de vendas do setor.

Fonte : Valor Econômico/Bruno Villas Bôas