[ 10/12/2018 ]
Crédito deve impulsionar vendas de veícu...

[ 10/12/2018 ]
Contratação de crédito rural do Plano Sa...

[ 10/12/2018 ]
Dependência maior do mercado interno...

[ 10/12/2018 ]
Inflação fica negativa em 0,21% em novem...

[ 10/12/2018 ]
70% das empresas tentam escapar da alta ...

[ 10/12/2018 ]
Concessionário da Jaguar Land Rover mais...

[ 10/12/2018 ]
Chatbot vendeu C4 Cactus no Brasil...

[ 10/12/2018 ]
Volkswagen Voyage é o carro que mais dep...

[ 10/12/2018 ]
Iveco Hi-Road, o irmão menor do Hi-Way...

[ 10/12/2018 ]
O Volkswagen Logus, a Ferrari Dino e os ...

[ 7/12/2018 ]
Anfavea prevê crescimento de dois dígito...

[ 7/12/2018 ]
Argentina frustra estimativa de produção...

[ 7/12/2018 ]
Demanda por máquinas agrícolas e rodoviá...

[ 7/12/2018 ]
Para Anfavea, montadoras terão de arcar ...

[ 7/12/2018 ]
Brasileiro não está disposto a trabalhar...

[ 7/12/2018 ]
Até novembro, mais de 2,7 milhões de veí...

[ 7/12/2018 ]
2018, o ano em que a indústria retomou o...

[ 7/12/2018 ]
Fábrica da Goodyear em Americana complet...

[ 7/12/2018 ]
Iveco lança o caminhão pesado Hi-Road...

[ 7/12/2018 ]
Como a indústria automobilística brasile...




 

Data: 18/6/2018

Grupo Tracbel compra mais concessionárias Volvo
 
Não adianta ser um dos maiores melhores fabricantes de caminhões do mundo se o elo entre a montadora e o cliente não garantir sólida ligação. Por isso, ter uma boa rede de concessionárias é tão desafiador para as marcas. Nas fábricas, as tecnologias avançadas, principalmente agora com o conceito de indústria 4.0, garantem a qualidade do produto no final da linha de montagem. Mas é na hora da prestação de serviços, seja no momento que o cliente entra para comprar um caminhão ou para solicitar a prestação de uma assistência técnica?

“Pessoas, pessoas e pessoas em primeiro lugar”, assegura Luiz Gonzaga de Magalhães Pereira, presidente e um dos fundadores do Grupo Tracbel, como receita para ter sucesso quando é o momento da prestação de serviços. A prova dessa receita está no fato de que o grupo acaba de adquirir mais nove concessionárias da marca Volvo no Nordeste.

Segundo Luiz Gonzaga, pela experiência de quem construiu um sólido grupo de concessionárias de máquinas pesadas e agrícolas, e, em 2016 entrou no negócio de caminhões e ônibus, a regra número um é que faz uma empresa de sucesso. Mas ele lembra que há uma segunda regra é importantíssima. “Caixa, caixa e caixa para nunca ter que pagar juros a banco”. A preocupação com caixa (reserva financeira para investimento com recursos próprios e para passar por crises econômicas, como a que o Brasil passa há quatro anos).

A regra um é desde o início dos negócios e a regra dois veio depois de uma experiência no passado ao pegar empréstimo em bancos para ampliar a participação acionária no grupo. “Poderíamos crescer mais pegando empréstimos, mas prefiro crescer de forma sólida sem dinheiro de banco”, explica.

Volvo no Norte e Nordeste

Pelo histórico do Grupo Tracbel, que nasceu em Belo Horizonte em 1967 a partir da prestação de serviços de manutenção para máquinas pesadas e hoje possui 22 concessionárias de oito marcas), tê-lo como prestador de serviço pode ser garantia de ter o caminhão ou ônibus em boas mãos. Quem atesta isso é própria Volvo ao aprovar a compra das concessionárias da marca que pertencia a outro grupo nos estados do Ceará, Maranhão e Piauí. Grupo Tracbel adquiriu as concessionárias Volvo do Pará, Amapá, Amazonas e Roraima. “Já temos uma relação sólida de mais de 35 anos com o Grupo Volvo, com a distribuição dos produtos da Volvo Construction Equipment. Representar a marca em caminhões e ônibus foi a realização de antigo sonho”, diz Luiz Gustavo Magalhães Pereira, CEO do Grupo Tracbel.

Apavel

As concessionárias Apavel adquiridas agora pelo Grupo Tracbel estão em Fortaleza (CE), Teresina (PI), Imperatriz e São Luiz (MA). Juntas, têm 240 funcionários e 78 boxes para manutenção de veículos. Segundo Luiz Gustavo, nome das concessionárias e todos os funcionários serão mantidos, pois, a marca Apavel possui boa reputação e participação de mercado no Nordeste. Adriano Merigli, diretor de desenvolvimento de concessionárias do Grupo Volvo America Latina atesta isso ao dizer que ficou triste ao saber que os antigos controladores da Apavel venderam a rede e feliz ao saber que o Grupo Tracbel foram os compradores.

Luiz Gustavo anunciou também plano de investimentos de R$ 30 milhões para expansão da Apavel no Nordeste. Neste investimento não está o valor da aquisição das concessionárias que, segundo ele, por confidencialidade colocada em contrato pelos vendedores, não pode ser revelado. A expansão será com abertura de novos pontos em Itaituba (PA), Boa Vista (RR) e Balsas (MA).

Segundo Adriano Merigli, com a mudança de mãos da rede Apavel, a Volvo, em caminhões e ônibus, é representada por 13 grupos empresariais e 94 concessionárias em todo o Brasil.

Participação Volvo na região

Segundo Alcides Cavalcanti, diretor de vendas de caminhões Volvo no Brasil, a marca tem forte presença no Nordeste, com 32% com modelos pesados (FH, FMX e FM) e 10% com semipesados (VM). Quando filtra apenas as áreas cobertas pela Apavel, a participação da marca é maior: 38% em pesados e 17,7% em semipesados. Em 2017, foram comercializadas cerca de 1.100 unidades e a expectativa para este ano é entregar de 1.800 a 2 mil modelos.

Fonte : Transporte Mundial/Marcos Villela