[ 19/7/2018 ]
Queda de exportações faz Volkswagen dar ...

[ 19/7/2018 ]
BMW e EDP criam o maior corredor elétric...

[ 19/7/2018 ]
Crédito de exportação do setor automotiv...

[ 19/7/2018 ]
Encontro entre Mercosul e UE fica sem ac...

[ 19/7/2018 ]
Europa anuncia tarifa para importação de...

[ 19/7/2018 ]
Volkswagen novo Polo MSI e Virtus MSI ga...

[ 19/7/2018 ]
Fiat Argo 2019 ganha novos itens de séri...

[ 19/7/2018 ]
Fiat renova parceria com Inhotim...

[ 19/7/2018 ]
Estratégia da Mercedes-Benz para e-mobil...

[ 19/7/2018 ]
Congresso Fenabrave: os novos desafios d...

[ 18/7/2018 ]
Brasil puxa expansão global da Volkswage...

[ 18/7/2018 ]
Mercosul propõe reduzir taxas para carro...

[ 18/7/2018 ]
Mercado deve retomar volume de abril...

[ 18/7/2018 ]
Rota 2030: o que mudará no carro naciona...

[ 18/7/2018 ]
O futuro do carro nacional...

[ 18/7/2018 ]
Pesquisa e desenvolvimento em alta...

[ 18/7/2018 ]
Financiamentos de caminhões e ônibus som...

[ 18/7/2018 ]
Seis carros que podem ser lançados no Br...

[ 18/7/2018 ]
Continental lança banda para maior quilo...

[ 18/7/2018 ]
Grupo Carboni IVECO inaugura nova estrut...




 

Data: 10/7/2018

França valoriza automóvel "da casa"
 
Renault, Peugeot e Citroën: não é qualquer país que pode se gabar de ser a pátria de três montadoras. Ao menos, não de três fabricantes de veículos tão fortes. Quando o assunto é fábrica de veículos, no mesmo grupo da França só estão Alemanha, Estados Unidos, Japão e China.

Se os carros das marcas do país semifinalista da Copa do Mundo não são tão populares no Brasil, eles dominam o mercado francês. Um dos modelos mais comuns nas ruas da França atualmente é o Peugeot 3008. O modelo foi nada menos que o terceiro mais vendido do país no primeiro trimestre de 2018, com 22.219 exemplares e 4% de participação.

O carro mais emplacado, no entanto, é um compacto. Trata-se do Renault Clio, que somou 32.470 unidades vendidas. O vice-líder é o Peugeot 208, com 28.260 emplacamentos.

A lista dos dez mais vendidos no França, aliás, só tem uma marca que não é do país. Trata-se da romena Dacia. No entanto, a montadora faz parte do grupo Renault. O Sandero foi o oitavo carro mais vendido da França no primeiro trimestre.

De resto, o “top 10” francês é formado por Renault, Peugeot e Citroën. De marcas estrangeiras, os dois modelos mais emplacados são o Yaris e o Polo. O Toyota foi 13º colocado no primeiro trimestre e o Volkswagen, o 14º.

Marcas na França

Quando se consideram os grupos automotivos, a PSA, formada por Peugeot, Citroën e Opel, é a líder do mercado francês. Porém, olhando-se apenas para as marcas, Renault e Peugeot travam uma acirrada disputa pelo primeiro lugar.

No primeiro trimestre deste ano, a Renault vendeu na França 106.694 carros, enquanto a Peugeot comercializou 103.054 modelos. O terceiro lugar é da Citroën.

Entre as estrangeiras, a Volkswagen foi a marca que mais vendeu carros no país no período, ocupando a quarta posição no ranking de montadoras. O quinto lugar é da Dacia e o sexto, da Ford.

No primeiro trimestre, foram vendidos na França 556.849 carros. Foi um número superior ao somado no Brasil (545.515 veículos no mesmo período).

Fonte : Jornal do Carro