[ 20/11/2018 ]
Brasileiro, presidente do grupo Renault-...

[ 20/11/2018 ]
Financiamento de veículos novos e usados...

[ 20/11/2018 ]
Mercado de ônibus usados recua 4,35% no ...

[ 20/11/2018 ]
Regime automotivo Rota 2030 ainda depend...

[ 20/11/2018 ]
Mercado financeiro reduz expectativa de ...

[ 20/11/2018 ]
Litro da gasolina supera os R$ 7 em post...

[ 20/11/2018 ]
Emissão de carteira de motorista no Bras...

[ 20/11/2018 ]
O Opala completa 50 anos ...

[ 20/11/2018 ]
Mercado automotivo da China caminha para...

[ 20/11/2018 ]
Luta da China contra poluição torna palá...

[ 19/11/2018 ]
Montadoras iniciam teste de serviço de c...

[ 19/11/2018 ]
Setor automotivo foi o que mais recebeu ...

[ 19/11/2018 ]
Governo de São Paulo autoriza montadoras...

[ 19/11/2018 ]
Mercosul e União Europeia não superam im...

[ 19/11/2018 ]
Com guerra comercial, exportação brasile...

[ 19/11/2018 ]
Imposto de importação aumenta custos de ...

[ 19/11/2018 ]
Vendas de máquinas agrícolas registram a...

[ 19/11/2018 ]
Renault comemora 20 anos de fabricação d...

[ 19/11/2018 ]
JAC lança T50 e anuncia importação de pi...

[ 19/11/2018 ]
Mercedes-Benz tem 56% do mercado de ônib...




 

Data: 10/7/2018

Produção de veículos no Brasil cresce 13,6% no 1º semestre
 
A produção de veículos no Brasil subiu 13,6% no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, afirmou na sexta-feira (6) a associação das montadoras (Anfavea).

As fábricas instaladas no país montaram um total de 1,43 milhão de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus de janeiro a junho, contra 1,26 milhão no primeiro semestre de 2017.

O crescimento ocorreu em todos os segmentos, com avanço de 12,6% nos carros de passeio e comerciais leves, 37,7% nos caminhões e 49,7% nos ônibus.

Vendas

Os emplacamentos de veículos novos ficaram estáveis de maio para junho e cresceram 14,4% no semestre. Segundo Antonio Megale, presidente da Anfavea, as vendas de junho foram afetadas pela greve dos caminhoneiros e pela Copa do Mundo.

Exportações

Depois de puxarem a recuperação da crise, as exportações ficaram praticamente estáveis no semestre, com avanço pequeno de 0,5% sobre o número de 2017. No total, foram enviadas para fora do país 379 mil unidades.

Mesmo assim, o volume atual de exportações ainda é um recorde histórico, pouco acima do registrado em 2017.

Projeções revistas

A Anfavea manteve a expectativa de alta de 11,7% nas vendas de veículos novos em 2018, mas reduziu a estimativa de avanço na produção de 13,2% para 11,9%.

Para as exportações, a entidade estava mais otimista em janeiro com previsão de acréscimo de 4,5%, mas agora trabalha com estabilidade (0%), repetindo o mesmo volume total de 766 mil unidades registrado no ano passado.

Fonte : Portal G1/Rafael Miotto