[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 10/7/2018

Produção de veículos no Brasil cresce 13,6% no 1º semestre
 
A produção de veículos no Brasil subiu 13,6% no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, afirmou na sexta-feira (6) a associação das montadoras (Anfavea).

As fábricas instaladas no país montaram um total de 1,43 milhão de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus de janeiro a junho, contra 1,26 milhão no primeiro semestre de 2017.

O crescimento ocorreu em todos os segmentos, com avanço de 12,6% nos carros de passeio e comerciais leves, 37,7% nos caminhões e 49,7% nos ônibus.

Vendas

Os emplacamentos de veículos novos ficaram estáveis de maio para junho e cresceram 14,4% no semestre. Segundo Antonio Megale, presidente da Anfavea, as vendas de junho foram afetadas pela greve dos caminhoneiros e pela Copa do Mundo.

Exportações

Depois de puxarem a recuperação da crise, as exportações ficaram praticamente estáveis no semestre, com avanço pequeno de 0,5% sobre o número de 2017. No total, foram enviadas para fora do país 379 mil unidades.

Mesmo assim, o volume atual de exportações ainda é um recorde histórico, pouco acima do registrado em 2017.

Projeções revistas

A Anfavea manteve a expectativa de alta de 11,7% nas vendas de veículos novos em 2018, mas reduziu a estimativa de avanço na produção de 13,2% para 11,9%.

Para as exportações, a entidade estava mais otimista em janeiro com previsão de acréscimo de 4,5%, mas agora trabalha com estabilidade (0%), repetindo o mesmo volume total de 766 mil unidades registrado no ano passado.

Fonte : Portal G1/Rafael Miotto