[ 20/2/2019 ]
Ford fecha fábrica de São Bernardo do Ca...

[ 20/2/2019 ]
Volkswagen lança T-Cross e anuncia retor...

[ 20/2/2019 ]
Balança comercial tem superávit de US$ 2...

[ 20/2/2019 ]
Governo de São Paulo lança plano para ap...

[ 20/2/2019 ]
Participação do consórcio nas vendas de ...

[ 20/2/2019 ]
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC manife...

[ 20/2/2019 ]
Ford Fiesta sai de linha este ano; fábri...

[ 20/2/2019 ]
Renault registra SUV cupê Arkana no Bras...

[ 20/2/2019 ]
BMW Group Brasil planeja ofensiva de pro...

[ 20/2/2019 ]
Novo T-Cross é mais caro que os rivais...

[ 19/2/2019 ]
Iveco ampliará rede de atendimento no Pa...

[ 19/2/2019 ]
Paccar apurou resultados recordes em 201...

[ 19/2/2019 ]
Economia perde ritmo e deve ter desempen...

[ 19/2/2019 ]
Investimentos em transportes avançam nos...

[ 19/2/2019 ]
Sem impostos, Cruze é mais barato aqui d...

[ 19/2/2019 ]
Fiat Mobi recebe pacote de personalizaçã...

[ 19/2/2019 ]
Daimler Trucks atinge recorde com veícul...

[ 19/2/2019 ]
Vendas de veículos na China recuam pelo ...

[ 19/2/2019 ]
Produtores de biodiesel defendem qualida...

[ 18/2/2019 ]
VWCO domina vendas de caminhões médios...




 

Data: 12/7/2018

Ampliada restrição para compra direta de carro das montadoras
 
A partir de agora, quem comprar veículo direto das montadoras com redução do ICMS como pessoa física, produtor rural, ou pessoa jurídica, de qualquer atividade, não poderá vender o veículo antes de 12 meses de uso. Se a venda ocorrer antes desse prazo, o comprador deverá pagar a diferença do ICMS. A mudança está prevista no convênio ICMS 67/18 do Conselho de Nacional Política Fazendária (Confaz), publicado no Diário Oficial da União (DOU) da última terça-feira, dia 10. A intenção dos Estados é evitar fraudes e a sonegação de impostos na revenda dos veículos adquiridos direto das montadoras.

A exigência foi ampliada e estendida para pessoa física-produtor agropecuário e pessoa jurídica em geral, independentemente da atividade que exerçam. A regra anterior, agora alterada, fixava prazo para a revenda apenas para a pessoa jurídica produtor agropecuário, de locação de veículos e de arrendamento mercantil.

Fonte : Portal do Estado de Goiás