[ 10/12/2018 ]
Crédito deve impulsionar vendas de veícu...

[ 10/12/2018 ]
Contratação de crédito rural do Plano Sa...

[ 10/12/2018 ]
Dependência maior do mercado interno...

[ 10/12/2018 ]
Inflação fica negativa em 0,21% em novem...

[ 10/12/2018 ]
70% das empresas tentam escapar da alta ...

[ 10/12/2018 ]
Concessionário da Jaguar Land Rover mais...

[ 10/12/2018 ]
Chatbot vendeu C4 Cactus no Brasil...

[ 10/12/2018 ]
Volkswagen Voyage é o carro que mais dep...

[ 10/12/2018 ]
Iveco Hi-Road, o irmão menor do Hi-Way...

[ 10/12/2018 ]
O Volkswagen Logus, a Ferrari Dino e os ...

[ 7/12/2018 ]
Anfavea prevê crescimento de dois dígito...

[ 7/12/2018 ]
Argentina frustra estimativa de produção...

[ 7/12/2018 ]
Demanda por máquinas agrícolas e rodoviá...

[ 7/12/2018 ]
Para Anfavea, montadoras terão de arcar ...

[ 7/12/2018 ]
Brasileiro não está disposto a trabalhar...

[ 7/12/2018 ]
Até novembro, mais de 2,7 milhões de veí...

[ 7/12/2018 ]
2018, o ano em que a indústria retomou o...

[ 7/12/2018 ]
Fábrica da Goodyear em Americana complet...

[ 7/12/2018 ]
Iveco lança o caminhão pesado Hi-Road...

[ 7/12/2018 ]
Como a indústria automobilística brasile...




 

Data: 12/7/2018

Financiamentos de veículos novos recuam 5,9% em junho ante maio
 
O financiamento de veículos novos registrou em junho o segundo mês consecutivo de perdas, revela levantamento elaborado pela B3. Foram 157,8 mil unidades financiadas no mês passado, contra 167,6 mil em maio, representando um recuo de 5,9%. Em maio, havia sido registrada queda de 3,8% ante abril. Já na comparação do resultado de junho com igual mês do ano passado, foi apurada uma alta de 5,2%.

O impacto negativo da greve dos caminhoneiros sobre os financiamentos, verificado em maio, persistiu em junho e pode ter pesado sobre a quantidade de veículos financiados, mostram dados de emplacamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O volume de veículos emplacados nos dois últimos meses ficou praticamente estável (201,9 mil em junho; 201,8 mil em maio), ainda muito abaixo das 217,3 mil unidades registradas em abril, último mês cheio sem influência da paralisação nas estradas.

O prazo médio de financiamento para veículos novos ficou ligeiramente acima em relação ao mês anterior, passando de 38,8 meses em maio para 38,9 meses em junho.

Entre automóveis usados, foi apurada uma queda mais acentuada, de 9,8%, na análise mensal, de 282,6 mil em maio para 254,9 mil em junho. Em relação a junho do ano passado, houve recuo de 4,5%. No levantamento, são considerados os negócios de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motos.

Fonte : Portal Exame/Agência Estado