[ 7/12/2018 ]
Anfavea prevê crescimento de dois dígito...

[ 7/12/2018 ]
Argentina frustra estimativa de produção...

[ 7/12/2018 ]
Demanda por máquinas agrícolas e rodoviá...

[ 7/12/2018 ]
Para Anfavea, montadoras terão de arcar ...

[ 7/12/2018 ]
Brasileiro não está disposto a trabalhar...

[ 7/12/2018 ]
Até novembro, mais de 2,7 milhões de veí...

[ 7/12/2018 ]
2018, o ano em que a indústria retomou o...

[ 7/12/2018 ]
Fábrica da Goodyear em Americana complet...

[ 7/12/2018 ]
Iveco lança o caminhão pesado Hi-Road...

[ 7/12/2018 ]
Como a indústria automobilística brasile...

[ 6/12/2018 ]
VW tenta atrair fornecedores para caminh...

[ 6/12/2018 ]
Renault comemora 20 anos de fábrica no B...

[ 6/12/2018 ]
Montadoras aguardam benefício maior para...

[ 6/12/2018 ]
Bolsonaro planeja fundir agências regula...

[ 6/12/2018 ]
Indústria interrompe 3 meses de queda em...

[ 6/12/2018 ]
Venda de seminovos até 3 anos despenca, ...

[ 6/12/2018 ]
Venda de veículos importados cresce 29,4...

[ 6/12/2018 ]
PIB do agronegócio deverá crescer 2%, di...

[ 6/12/2018 ]
Roberto Cortes: convicção do fim da cris...

[ 6/12/2018 ]
Volkswagen diz que vai desenvolver ônibu...




 

Data: 18/7/2018

Mercado deve retomar volume de abril
 
Com base no ritmo de venda da primeira quinzena, fontes da área de distribuição estão apostando que o mercado este mês fique na faixa de 215 mil a 220 mil veículos, aproximando-se do volume de abril, o melhor mês do ano até agora, com 217,3 mil emplacamentos.

A primeira quinzena do mês atingiu 90.350 licenciamentos, uma média diária de pouco mais de 9 mil unidades. Só que a segunda-feira, 9, foi feriado em São Paulo, Estado que responde por quase a metade das vendas do país (naquele dia, houve apenas 5 mil emplacamentos). Além disso, os jogos do Brasil pela Copa do Mundo, nos dias 2 e 6, também prejudicaram o movimento.

Tanto é que nos últimos dias da semana passada a média subiu para 10 mil. Como faltam doze dias úteis para acabar o mês e normalmente o volume sobe nos últimos dias, estima-se que as vendas possam até ultrapassar 220 mil veículos, com julho batendo novo recorde do ano.

Vale lembrar que a greve dos caminhoneiros na última semana de maio afetou tantos as vendas daquele mês como também as do início de junho, reduzindo as expectativas para esses dois meses. A Anfavea está apostando que julho a agosto serão os melhores meses do ano, seguindo movimento tradicional no setor.

Tanto é que o presidente da entidade, Antonio Megale, comentou na sexta-feira, 6, ao divulgar o balanço do semestre, que as montadoras iriam acelerar a produção este mês e no próximo para melhor abastecer o mercado.

Fonte : AutoIndústria