[ 15/10/2018 ]
Anfavea pleiteia destravamento para a re...

[ 15/10/2018 ]
Produção da indústria automobilística br...

[ 15/10/2018 ]
MINI Cabrio desembarca no Brasil...

[ 15/10/2018 ]
Comércio varejista cresce 1,3%, diz IBGE...

[ 15/10/2018 ]
Mercedes-Benz amplia participação no Sul...

[ 15/10/2018 ]
Ford Ka Sedan: discrição bem-acertada....

[ 15/10/2018 ]
Caminhões VW Delivery saem das linhas co...

[ 15/10/2018 ]
Goodyear lança pneu Urban Max para trans...

[ 15/10/2018 ]
BMW vai pagar 3,6 bilhões de euros por c...

[ 15/10/2018 ]
Ford utilizará grafeno em seus carros...

[ 11/10/2018 ]
Brasil perde US$ 1 bilhão por ano com ba...

[ 11/10/2018 ]
Jaguar Land Rover anuncia paralisação de...

[ 11/10/2018 ]
CAOA Chery lança sedã Arrizo 5 este mês...

[ 11/10/2018 ]
Novo VW Delivery sai de fábrica sob medi...

[ 11/10/2018 ]
Case IH amplia atuação no Paraná...

[ 11/10/2018 ]
Porto Seguro lança consórcio para máquin...

[ 11/10/2018 ]
Goodyear tem novo pneu para aplicação ur...

[ 11/10/2018 ]
Aplicativo indica caminhos para pessoas ...

[ 11/10/2018 ]
Cidade inteligente prevê o fim dos conge...

[ 11/10/2018 ]
Projeto limita emissão de poluentes por ...




 

Data: 18/7/2018

Mercado deve retomar volume de abril
 
Com base no ritmo de venda da primeira quinzena, fontes da área de distribuição estão apostando que o mercado este mês fique na faixa de 215 mil a 220 mil veículos, aproximando-se do volume de abril, o melhor mês do ano até agora, com 217,3 mil emplacamentos.

A primeira quinzena do mês atingiu 90.350 licenciamentos, uma média diária de pouco mais de 9 mil unidades. Só que a segunda-feira, 9, foi feriado em São Paulo, Estado que responde por quase a metade das vendas do país (naquele dia, houve apenas 5 mil emplacamentos). Além disso, os jogos do Brasil pela Copa do Mundo, nos dias 2 e 6, também prejudicaram o movimento.

Tanto é que nos últimos dias da semana passada a média subiu para 10 mil. Como faltam doze dias úteis para acabar o mês e normalmente o volume sobe nos últimos dias, estima-se que as vendas possam até ultrapassar 220 mil veículos, com julho batendo novo recorde do ano.

Vale lembrar que a greve dos caminhoneiros na última semana de maio afetou tantos as vendas daquele mês como também as do início de junho, reduzindo as expectativas para esses dois meses. A Anfavea está apostando que julho a agosto serão os melhores meses do ano, seguindo movimento tradicional no setor.

Tanto é que o presidente da entidade, Antonio Megale, comentou na sexta-feira, 6, ao divulgar o balanço do semestre, que as montadoras iriam acelerar a produção este mês e no próximo para melhor abastecer o mercado.

Fonte : AutoIndústria