[ 15/2/2019 ]
Sindipeças firma parceria para incentiva...

[ 15/2/2019 ]
Setor automotivo tem maior crescimento e...

[ 15/2/2019 ]
Fábrica da Jeep de Goiana será o 1° SUV ...

[ 15/2/2019 ]
Comércio eletrônico de usados movimentou...

[ 15/2/2019 ]
Nissan não terá 3º turno este ano por ca...

[ 15/2/2019 ]
Tecnologia híbrida e-Power da Nissan pod...

[ 15/2/2019 ]
Changan: que marca é essa que vai vender...

[ 15/2/2019 ]
Caoa Chery Tiggo 7: mais uma peça na con...

[ 15/2/2019 ]
Bridgestone fornece equipamento original...

[ 15/2/2019 ]
Grupo FCA vai cantar de Galo com novidad...

[ 14/2/2019 ]
Volvo contrata 300 funcionários e eleva ...

[ 14/2/2019 ]
Toyota projeta em 2019 novos recordes em...

[ 14/2/2019 ]
Crédito deve impulsionar vendas de veícu...

[ 14/2/2019 ]
Vendas no varejo caem 2,2% em dezembro, ...

[ 14/2/2019 ]
Volvo estima crescimento de 20% no merca...

[ 14/2/2019 ]
Os carros PCD mais buscados no Brasil...

[ 14/2/2019 ]
Caminhão leve mais vendido do país e des...

[ 14/2/2019 ]
Coisas que você não sabia sobre o chicot...

[ 14/2/2019 ]
Equador recebe 52 ônibus Volksbus com ca...

[ 14/2/2019 ]
FPT Industrial aponta tendências em emis...




 

Data: 18/7/2018

Brasil puxa expansão global da Volkswagen
 
A Volkswagen entregou 174,4 mil carros no Brasil no primeiro semestre. O crescimento de 22,6% da operação brasileira, em relação ao mesmo período do ano passado, foi o maior registrado pela fabricante alemã no período, em todo o mundo. O resultado foi atingido apesar de crises locais, como a greve dos caminhoneiros, que paralisou o País no fim de maio.

Segundo dados divulgados ontem pelo grupo, o resultado influenciou positivamente o desempenho da América do Sul, que apresentou expansão de 13,1%, para um total de 280,9 mil automóveis.

Na Volkswagen como um todo, a expansão da entrega de carros foi de 7,1% nas mesmas bases de comparação, para 5,52 milhões de unidades. Com isso, a produtora alemã se consolidou como a maior montadora mundial, englobando os resultados das 12 marcas do grupo, incluindo unidades de luxo como Porsche e Audi.

“Este foi o melhor primeiro semestre da história da empresa. As entregas do grupo aumentaram significativamente em todas as principais regiões”, disse diretor de vendas do grupo Volkswagen, Fred Kappler, em nota à imprensa.

O maior mercado do grupo em volume por região é a Europa, onde foram entregues 2,27 milhões de unidades no primeiro semestre. Considerando nações individualmente, a China é a líder de demanda pelos automóveis da Volkswagen. Foram entregues 1,83 milhão de carros, de janeiro a junho, no país asiático.

Previsões

Apesar dos números robustos da primeira metade do ano, a companhia fez um alerta em relação ao desempenho do segundo semestre. “Esperamos que as entregas no segundo semestre de 2018 sejam afetadas pela introdução do novo padrão WLTP (que mede as emissões de poluentes pelos veículos). Alguns automóveis provavelmente serão entregues aos clientes mais tarde do que o inicialmente planejado”, alertou Kappler.

Fonte : O Estado de S. Paulo/Célia Froufe