[ 15/10/2018 ]
Anfavea pleiteia destravamento para a re...

[ 15/10/2018 ]
Produção da indústria automobilística br...

[ 15/10/2018 ]
MINI Cabrio desembarca no Brasil...

[ 15/10/2018 ]
Comércio varejista cresce 1,3%, diz IBGE...

[ 15/10/2018 ]
Mercedes-Benz amplia participação no Sul...

[ 15/10/2018 ]
Ford Ka Sedan: discrição bem-acertada....

[ 15/10/2018 ]
Caminhões VW Delivery saem das linhas co...

[ 15/10/2018 ]
Goodyear lança pneu Urban Max para trans...

[ 15/10/2018 ]
BMW vai pagar 3,6 bilhões de euros por c...

[ 15/10/2018 ]
Ford utilizará grafeno em seus carros...

[ 11/10/2018 ]
Brasil perde US$ 1 bilhão por ano com ba...

[ 11/10/2018 ]
Jaguar Land Rover anuncia paralisação de...

[ 11/10/2018 ]
CAOA Chery lança sedã Arrizo 5 este mês...

[ 11/10/2018 ]
Novo VW Delivery sai de fábrica sob medi...

[ 11/10/2018 ]
Case IH amplia atuação no Paraná...

[ 11/10/2018 ]
Porto Seguro lança consórcio para máquin...

[ 11/10/2018 ]
Goodyear tem novo pneu para aplicação ur...

[ 11/10/2018 ]
Aplicativo indica caminhos para pessoas ...

[ 11/10/2018 ]
Cidade inteligente prevê o fim dos conge...

[ 11/10/2018 ]
Projeto limita emissão de poluentes por ...




 

Data: 18/7/2018

Brasil puxa expansão global da Volkswagen
 
A Volkswagen entregou 174,4 mil carros no Brasil no primeiro semestre. O crescimento de 22,6% da operação brasileira, em relação ao mesmo período do ano passado, foi o maior registrado pela fabricante alemã no período, em todo o mundo. O resultado foi atingido apesar de crises locais, como a greve dos caminhoneiros, que paralisou o País no fim de maio.

Segundo dados divulgados ontem pelo grupo, o resultado influenciou positivamente o desempenho da América do Sul, que apresentou expansão de 13,1%, para um total de 280,9 mil automóveis.

Na Volkswagen como um todo, a expansão da entrega de carros foi de 7,1% nas mesmas bases de comparação, para 5,52 milhões de unidades. Com isso, a produtora alemã se consolidou como a maior montadora mundial, englobando os resultados das 12 marcas do grupo, incluindo unidades de luxo como Porsche e Audi.

“Este foi o melhor primeiro semestre da história da empresa. As entregas do grupo aumentaram significativamente em todas as principais regiões”, disse diretor de vendas do grupo Volkswagen, Fred Kappler, em nota à imprensa.

O maior mercado do grupo em volume por região é a Europa, onde foram entregues 2,27 milhões de unidades no primeiro semestre. Considerando nações individualmente, a China é a líder de demanda pelos automóveis da Volkswagen. Foram entregues 1,83 milhão de carros, de janeiro a junho, no país asiático.

Previsões

Apesar dos números robustos da primeira metade do ano, a companhia fez um alerta em relação ao desempenho do segundo semestre. “Esperamos que as entregas no segundo semestre de 2018 sejam afetadas pela introdução do novo padrão WLTP (que mede as emissões de poluentes pelos veículos). Alguns automóveis provavelmente serão entregues aos clientes mais tarde do que o inicialmente planejado”, alertou Kappler.

Fonte : O Estado de S. Paulo/Célia Froufe