[ 16/1/2019 ]
Produção de picapes marca início da parc...

[ 16/1/2019 ]
Setor de caminhões em bom momento...

[ 16/1/2019 ]
Setor automotivo segue otimista, mas pre...

[ 16/1/2019 ]
Com DNA alemão, concessionária Ssangyong...

[ 16/1/2019 ]
Os 60 anos do Fusca brasileiro...

[ 16/1/2019 ]
Fornecedora de montadoras implanta plata...

[ 16/1/2019 ]
Carros Autônomos: marca americana mostra...

[ 16/1/2019 ]
VW produzirá modelos elétricos nos EUA...

[ 16/1/2019 ]
Salão de Detroit abre com incertezas sob...

[ 16/1/2019 ]
SUV, caminhões e carros esportivos prota...

[ 15/1/2019 ]
Autopeças faturam 18,9% a mais até novem...

[ 15/1/2019 ]
Com reação da indústria, mercado de ônib...

[ 15/1/2019 ]
CNH anuncia nova estrutura organizaciona...

[ 15/1/2019 ]
País já fez consultas à UE sobre limites...

[ 15/1/2019 ]
Pela quarta vez, Onix é mais vendido...

[ 15/1/2019 ]
Granero renova a frota com 10 VW Constel...

[ 15/1/2019 ]
Grupo Daimler Trucks global vende mais d...

[ 15/1/2019 ]
Tecnologia busca controle total da mobil...

[ 15/1/2019 ]
Ônibus urbanos elétricos eCitaro da Merc...

[ 15/1/2019 ]
SUV, caminhões e carros esportivos prota...




 

Data: 9/8/2018

Banco Mercedes-Benz expande negócios em 54,6%
 
O Banco Mercedes-Benz registrou crescimento de 54,6% no primeiro semestre deste ano, com total de R$ 1,1 bilhão movimentado em novos negócios. No mesmo período, o saldo da carteira da instituição atingiu R$ 8,2 bilhões, o que representou aumento de 5,1% se comparado ao mesmo período de 2017.

“Com o mercado reagindo e foco total ao cliente, estamos em um ritmo de crescimento constante que se iniciou com o incremento de 20% nos negócios em 2017 e, agora, com os 54,6% obtidos no primeiro semestre de 2018. Nossa intenção é apoiar as vendas da fábrica e concessionárias, garantindo sempre as melhores condições para os clientes”, afirma o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Diego Marin.

O grande destaque foram os negócios envolvendo ônibus, com R$ 647 milhões negociados até junho, expansão de 180% e o melhor volume obtido em um primeiro semestre desde 2012. Em caminhões foram registrados R$ 632 milhões no período, volume 33,6% superior ao registrado entre janeiro e junho de 2017 (R$ 473 milhões). Em automóveis o volume foi de R$ 175 milhões, alta de 27,7%.

Fonte : AutoIndústria