[ 20/11/2018 ]
Brasileiro, presidente do grupo Renault-...

[ 20/11/2018 ]
Financiamento de veículos novos e usados...

[ 20/11/2018 ]
Mercado de ônibus usados recua 4,35% no ...

[ 20/11/2018 ]
Regime automotivo Rota 2030 ainda depend...

[ 20/11/2018 ]
Mercado financeiro reduz expectativa de ...

[ 20/11/2018 ]
Litro da gasolina supera os R$ 7 em post...

[ 20/11/2018 ]
Emissão de carteira de motorista no Bras...

[ 20/11/2018 ]
O Opala completa 50 anos ...

[ 20/11/2018 ]
Mercado automotivo da China caminha para...

[ 20/11/2018 ]
Luta da China contra poluição torna palá...

[ 19/11/2018 ]
Montadoras iniciam teste de serviço de c...

[ 19/11/2018 ]
Setor automotivo foi o que mais recebeu ...

[ 19/11/2018 ]
Governo de São Paulo autoriza montadoras...

[ 19/11/2018 ]
Mercosul e União Europeia não superam im...

[ 19/11/2018 ]
Com guerra comercial, exportação brasile...

[ 19/11/2018 ]
Imposto de importação aumenta custos de ...

[ 19/11/2018 ]
Vendas de máquinas agrícolas registram a...

[ 19/11/2018 ]
Renault comemora 20 anos de fabricação d...

[ 19/11/2018 ]
JAC lança T50 e anuncia importação de pi...

[ 19/11/2018 ]
Mercedes-Benz tem 56% do mercado de ônib...




 

Data: 9/8/2018

Banco Mercedes-Benz expande negócios em 54,6%
 
O Banco Mercedes-Benz registrou crescimento de 54,6% no primeiro semestre deste ano, com total de R$ 1,1 bilhão movimentado em novos negócios. No mesmo período, o saldo da carteira da instituição atingiu R$ 8,2 bilhões, o que representou aumento de 5,1% se comparado ao mesmo período de 2017.

“Com o mercado reagindo e foco total ao cliente, estamos em um ritmo de crescimento constante que se iniciou com o incremento de 20% nos negócios em 2017 e, agora, com os 54,6% obtidos no primeiro semestre de 2018. Nossa intenção é apoiar as vendas da fábrica e concessionárias, garantindo sempre as melhores condições para os clientes”, afirma o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Diego Marin.

O grande destaque foram os negócios envolvendo ônibus, com R$ 647 milhões negociados até junho, expansão de 180% e o melhor volume obtido em um primeiro semestre desde 2012. Em caminhões foram registrados R$ 632 milhões no período, volume 33,6% superior ao registrado entre janeiro e junho de 2017 (R$ 473 milhões). Em automóveis o volume foi de R$ 175 milhões, alta de 27,7%.

Fonte : AutoIndústria