[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 9/8/2018

Banco Mercedes-Benz expande negócios em 54,6%
 
O Banco Mercedes-Benz registrou crescimento de 54,6% no primeiro semestre deste ano, com total de R$ 1,1 bilhão movimentado em novos negócios. No mesmo período, o saldo da carteira da instituição atingiu R$ 8,2 bilhões, o que representou aumento de 5,1% se comparado ao mesmo período de 2017.

“Com o mercado reagindo e foco total ao cliente, estamos em um ritmo de crescimento constante que se iniciou com o incremento de 20% nos negócios em 2017 e, agora, com os 54,6% obtidos no primeiro semestre de 2018. Nossa intenção é apoiar as vendas da fábrica e concessionárias, garantindo sempre as melhores condições para os clientes”, afirma o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Diego Marin.

O grande destaque foram os negócios envolvendo ônibus, com R$ 647 milhões negociados até junho, expansão de 180% e o melhor volume obtido em um primeiro semestre desde 2012. Em caminhões foram registrados R$ 632 milhões no período, volume 33,6% superior ao registrado entre janeiro e junho de 2017 (R$ 473 milhões). Em automóveis o volume foi de R$ 175 milhões, alta de 27,7%.

Fonte : AutoIndústria