[ 24/9/2018 ]
Volkswagen pretende iniciar produção de ...

[ 24/9/2018 ]
Crise na Argentina desafia produção de v...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel foca nos elétricos e ...

[ 24/9/2018 ]
Presidenciáveis rejeitam renovar subsídi...

[ 24/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 24/9/2018 ]
O maior acerto de uma montadora francesa...

[ 24/9/2018 ]
Governo alemão e montadoras continuam co...

[ 24/9/2018 ]
VWCO e Ambev somam forças em prol da mob...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel 2018 terá atrações di...

[ 24/9/2018 ]
GM anuncia vencedores do Prêmio de Suste...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen já avalia alternativas para a...

[ 21/9/2018 ]
Rota 2030 deverá passar no Congresso em ...

[ 21/9/2018 ]
Veículos mais "limpos" evoluem, mas aind...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen trabalhará aos sábados...

[ 21/9/2018 ]
Preço do GNV sobe mais do que o da gasol...

[ 21/9/2018 ]
ANP libera mais R$706,6 milhões à Petrob...

[ 21/9/2018 ]
Diminui a confiança dos empresários da i...

[ 21/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 21/9/2018 ]
Ambiental restaura trólebus que reúne a ...

[ 21/9/2018 ]
Ônibus, responsável pelo transporte de 8...




 

Data: 9/8/2018

Volvo assume liderança de caminhões pesados em julho
 
O desempenho das vendas de caminhões pesados da Volvo colocou a marca na liderança da categoria no mês passado. Baseado nos dados da Anfavea, associação que reúne as fabricantes de veículos, a montadora de Curitiba (PR) superou seus principais concorrentes no segmento com 825 unidades licenciadas, volume que representou um crescimento de 84,6% na comparação com julho de 2017, quando os negócios da companhia somaram 447 unidades, e participação de 28,4% nas vendas de pesados em julho, de 2.902 unidades.

Em boa medida o resultado alcançado pela empresa se deve aos números de vendas da linha FH. Conforme relatório da Fenabrave, federação das distribuidoras de veículos, em julho, foram entregues ao mercado 343 versões do FH540 ( o modelo mais vendido no mês) e outras 339 unidades do FH 460, primeiro e segundo lugar do ranking de vendas de pesados, respectivamente. Os dois modelos participaram com 71,6% das vendas totais da Volvo em julho, de 952 caminhões.

Os pesados da Volvo empurraram o Scania R440 para o terceiro lugar, até então líder durante meses consecutivos, embora ainda não tenha perdido o topo do ranking quando visto pelos números acumulados do ano, com 2.505 unidades licenciadas de janeiro a julho contra 2.153 que soma o FH 540, na vice-liderança.

Com o mercado de caminhões sendo impulsionado pelas vendas de pesados, segmento que participou com 17.091 unidades ou 44% das vendas totais, de 38.616 caminhões, a disputa na categoria se mostra cada vez acirrada.

Nos sete primeiros meses a Mercedes-Benz segue na frente da categoria ao acumular 4.842 pesados vendidos, seguido pela Volvo, com 4.682 caminhões, e Scania, que vendeu 4.134 unidades. Sozinhas as três marcas dominaram as vendas de pesados no período, com participação de 80% dos licenciamentos no segmento.

Fonte : Jornal do Carro