[ 24/9/2018 ]
Volkswagen pretende iniciar produção de ...

[ 24/9/2018 ]
Crise na Argentina desafia produção de v...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel foca nos elétricos e ...

[ 24/9/2018 ]
Presidenciáveis rejeitam renovar subsídi...

[ 24/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 24/9/2018 ]
O maior acerto de uma montadora francesa...

[ 24/9/2018 ]
Governo alemão e montadoras continuam co...

[ 24/9/2018 ]
VWCO e Ambev somam forças em prol da mob...

[ 24/9/2018 ]
Salão do Automóvel 2018 terá atrações di...

[ 24/9/2018 ]
GM anuncia vencedores do Prêmio de Suste...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen já avalia alternativas para a...

[ 21/9/2018 ]
Rota 2030 deverá passar no Congresso em ...

[ 21/9/2018 ]
Veículos mais "limpos" evoluem, mas aind...

[ 21/9/2018 ]
Volkswagen trabalhará aos sábados...

[ 21/9/2018 ]
Preço do GNV sobe mais do que o da gasol...

[ 21/9/2018 ]
ANP libera mais R$706,6 milhões à Petrob...

[ 21/9/2018 ]
Diminui a confiança dos empresários da i...

[ 21/9/2018 ]
Jetta ganha traços mais esportivos na li...

[ 21/9/2018 ]
Ambiental restaura trólebus que reúne a ...

[ 21/9/2018 ]
Ônibus, responsável pelo transporte de 8...




 

Data: 10/8/2018

Carteiras de financiamento de veículos somam R$ 182,2 bilhões
 
No primeiro semestre, segundo os dados divulgados no boletim da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras- ANEF, os bancos de montadoras e as instituições financeiras liberaram R$ 57,3 milhões em crédito para a compra de veículos, na modalidade CDC, 27,7% superior ao registrado no mesmo período de 2017. No comparativo de junho, foram R$ 8,9 milhões neste ano, alta de 12,4% sobre os resultados de igual mês do exercício anterior.

Com os resultados, o saldo da carteira de financiamento de veículos via CDC soma R$ 178,8 bilhões, 13,4% de crescimento em 12 meses. Para o presidente da ANEF, Luiz Montenegro, a redução das taxas de juros dos bancos de montadoras, manutenção da Selic, do índice de inflação e do PIB para o ano, contribuem para o cenário positivo.

O desemprego no País também registrou queda, o que impacta na confiança do consumidor. De acordo com dados do IBGE, no segundo trimestre de 2018, o índice caiu para 12,4%, contra 13,1% do trimestre anterior e dos 13% de igual período de 2017.

Enquanto os financiamentos por CDC apresentam incremento, o leasing segue o oposto. No primeiro semestre, foram R$ 872 milhões liberados, 0,9% inferior ao mesmo período de 2017. Quando destacamos o mês, a queda é ainda maior: 11,4%.

Em valores, R$ 117 milhões liberados em junho de 2018, ante R$ 132 milhões, em igual mês do ano passado. O saldo da carteira totaliza R$ 3,4 bilhões, retração de 12,5% em 12 meses.

Taxas de Juros

A média da taxa de juros das instituições associadas à ANEF ficou em 1,35 ao mês e 17,74 ao ano, enquanto as taxas médias de mercado (https://www.modalmais.com.br/investimentos) ficaram em 1,67 e 22, respectivamente.

Os planos máximos de financiamento permanecem em 60 meses, enquanto o prazo médio das concessões aumentou de 41,9 em junho de 2017, para 43 no mesmo período de 2018.

Fonte : Último Instante