[ 20/11/2018 ]
Brasileiro, presidente do grupo Renault-...

[ 20/11/2018 ]
Financiamento de veículos novos e usados...

[ 20/11/2018 ]
Mercado de ônibus usados recua 4,35% no ...

[ 20/11/2018 ]
Regime automotivo Rota 2030 ainda depend...

[ 20/11/2018 ]
Mercado financeiro reduz expectativa de ...

[ 20/11/2018 ]
Litro da gasolina supera os R$ 7 em post...

[ 20/11/2018 ]
Emissão de carteira de motorista no Bras...

[ 20/11/2018 ]
O Opala completa 50 anos ...

[ 20/11/2018 ]
Mercado automotivo da China caminha para...

[ 20/11/2018 ]
Luta da China contra poluição torna palá...

[ 19/11/2018 ]
Montadoras iniciam teste de serviço de c...

[ 19/11/2018 ]
Setor automotivo foi o que mais recebeu ...

[ 19/11/2018 ]
Governo de São Paulo autoriza montadoras...

[ 19/11/2018 ]
Mercosul e União Europeia não superam im...

[ 19/11/2018 ]
Com guerra comercial, exportação brasile...

[ 19/11/2018 ]
Imposto de importação aumenta custos de ...

[ 19/11/2018 ]
Vendas de máquinas agrícolas registram a...

[ 19/11/2018 ]
Renault comemora 20 anos de fabricação d...

[ 19/11/2018 ]
JAC lança T50 e anuncia importação de pi...

[ 19/11/2018 ]
Mercedes-Benz tem 56% do mercado de ônib...




 

Data: 13/9/2018

Venda de ônibus se mantém estável em agosto
 
No mês passado, as vendas de chassis somaram 1.568 unidades, em queda de 15% em relação a julho, com 1.844 veículos vendidos, mas estável em relação a agosto do ano passado, quando as entregas chegaram a 1.558 ônibus, leve crescimento de 0,6%.

O desempenho do segmento, porém, segue em contínua evolução no acumulado do ano. De janeiro a agosto, o mercado de ônibus absorveu 8.985 chassis, volume 16,7% superior ao apurado no mesmo período do ano passado, quando as entregas contabilizaram 7.697 unidades.

“É muito difícil avaliar pontualmente o resultado de um mês para o outro”, aponta Marco Saltini, vice-presidente da Anfavea e diretor da Volkswagen Caminhões e Ônibus, durante divulgação do balanço do setor automotivo, na primeira semana de setembro. “As vendas apresentam ritmo satisfatório de crescimento, o que reflete a melhoria no ambiente de negócio, mas infelizmente ainda bem inferior ao potencial do mercado e à capacidade que indústria pode produzir.”

Em agosto, saíram as linhas de montagem 2.988 chassis, altas de 4,5% sobre as 2.858 unidades produzidas em julho e de 36,3% na comparação com mesmo mês de 2017, com 2.192. Nos oito primeiros meses do ano, a produção acumula 20.779 unidades, evolução de 43,9% na comparação com volume produzido um ano antes, de 14.441 unidades.

O resultado das exportações também ajuda a explicar o comportamento de retomada do mercado interno. No acumulado do ano até agosto, o crescimento do embarque foi de 1,5% para 5.793 chassis contra 5.710 unidades exportadas um ano antes. O volume representa 27,9% do total da produção.

Fonte : Estradão