[ 14/11/2018 ]
Com dívida de R$ 500 milhões, Grupo SHC,...

[ 14/11/2018 ]
SsangYong Brasil anuncia nova etapa de e...

[ 14/11/2018 ]
Movida tem lucro recorde no terceiro tri...

[ 14/11/2018 ]
Crise acelera aporte externo de múltis b...

[ 14/11/2018 ]
Volkswagen começará testes de ônibus híb...

[ 14/11/2018 ]
Hyundai Creta ganha versão automática ma...

[ 14/11/2018 ]
Volkswagen Caminhões lança o Delivery 13...

[ 14/11/2018 ]
Primeiro e-Delivery começa a operar no t...

[ 14/11/2018 ]
Butiques do salão têm presentes para tod...

[ 14/11/2018 ]
Mercedes-Benz amplia presença no Oriente...

[ 13/11/2018 ]
“2019 é o ano-chave para a Volkswagen do...

[ 13/11/2018 ]
Camex reduz tarifa de importação de auto...

[ 13/11/2018 ]
União Europeia frustra Mercosul em prime...

[ 13/11/2018 ]
Indústria automotiva espera manter cresc...

[ 13/11/2018 ]
Governo vai reformular seguro para expor...

[ 13/11/2018 ]
Dólar mais estável favorece mercado de i...

[ 13/11/2018 ]
Mercado reduz estimativa de inflação par...

[ 13/11/2018 ]
Scania e Sabesp demonstram ônibus movido...

[ 13/11/2018 ]
Saiba mais na hora de comprar um usado...

[ 13/11/2018 ]
Google revela montadoras mais procuradas...




 

Data: 7/11/2018

Hyundai Saga EV antecipa linhas do futuro HB20
 
O Saga EV fez sua estreia no Salão do Automóvel 2018. O protótipo de SUV foi desenvolvido no estúdio de design da Hyundai na Califórnia, EUA, especialmente para a exposição brasileira. Ele antecipa linhas que poderão ser vistas na próxima geração do HB20, a ser lançada no ano que vem.

O Saga EV é um conceito urbano 100% elétrico, com 4 metros de comprimento, 2,56 m de distância entre eixos e 30,2 cm de altura livre do solo.

Câmeras substituem os retrovisores convencionais. E o rack de teto tem superfície antiderrapante e cintas elásticas, para facilitar a fixação de objetos.

O protótipo tem motor elétrico de 204 cv e bateria de íons de lítio de 64 kWh. De acordo com a marca, a autonomia chega a 470 quilômetros. A Hyundai informa que a bateria pode alcançar 80% de carga em 54 minutos em uma estação de carregamento rápido de 100 kW.

Quanto aos automóveis importados, Mauro Correia, presidente da Hyundai-Caoa, anunciou que a sexta geração do sedã de luxo Azera deve chegar no início do ano. Entre as novidades, o modelo, que tem motor 3.0 V6 de 261 cv, traz carregador de celular por indução (sem fio), faróis e lanternas de LED, controle de velocidade adaptativo e frenagem automática.

Correia anunciou também os novos Santa Fe, Sonata híbrido e Elantra. O Santa Fe está em sua quarta geração. Tem sete lugares, painel virtual e tela multimídia de 8″. O motor é 3.5 V6 de 280 cv, e o câmbio automático tem oito marchas. Segundo Correia, Elantra, Sonata e Santa Fe deverão chegar ao Brasil “no decorrer do ano”, mas sem precisar uma data.

A Hyundai Motors trouxe o elétrico Ioniq ao salão, mas, ao contrário de Chevrolet (com o Bolt), Renault (Zoe) e Nissan (Leaf), a marca sul-coreana não anunciou prazo para colocá-lo à venda. O presidente da empresa, Eduardo Jin, disse, no entanto, que espera sinalização do governo quanto a redução de impostos, antes de se decidir pela venda.

Categoria monomarca

A Hyundai anunciou também a criação de uma nova categoria de competição, a HB20 Motorsport. Sem dar maiores detalhes, a marca confirmou que a categoria será disputada em oito etapas, começando em março. Segundo a Hyundai, os carros serão preparados em Piracicaba, e os custos serão “acessíveis”.

Além disso, a montadora mostrou uma versão do Creta especialmente preparada para a mostra. O Creta Diamond é uma unidade equipada com diversos itens de luxo. De acordo com a Hyundai, mais de 200 peças foram retrabalhadas. As laterais e painel utilizam revestimento de três cores (caramelo, marfim e marrom). O sistema de som gera 750 Watts, e os encostos dos bancos traseiros receberam telas, para reprodução de DVD.

A empresa trouxe ainda ao Brasil o protótipo de competição N2025, desenvolvido inicialmente para o jogo Vision Gran Turismo.

O N2025 tem quatro motores elétricos alimentados por células de hidrogênio. No total, a potência chega a 864 cv.

Fonte : Jornal do Carro