[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 7/11/2018

Nissan inicia pré-venda do novo Leaf
 
A Nissan a aproveita o Salão do Automóvel de São Paulo para iniciar a pré-venda do novo Leaf. O modelo 100% da marca mais vendido no mundo, com mais de 350 mil unidades licenciadas, será oferecido em oito países da América Latina no primeiro semestre do ano que vem. Inicialmente, a partir de 6 de novembro, os consumidores dos mercados do Brasil, Chile e Colômbia já podem fazer suas reservas por R$ 178,4 mil, preço já com o IPI reduzido. Em 2019, a oferta alcança Argentina, Costa Rica, Equador, Porto Rico e Uruguai, como já foi confirmado pela fabricante.

O novo Leaf será importado do Reino Unido e é uma aposta da marca desde que iniciou por aqui experimentações nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro com entregas a empresas de táxi. Com a oferta comercial ao público em geral, a Nissan espera estar um passo à frente para quando as demandas por tecnologias alternativas de tração crescerem. “Até 2025, o segmento de eletrificados e híbridos deverá responder por 15% do mercado brasileiro”, arrisca Marco Silva, presidente da Nissan no Brasil.

O executivo prefere não revelar qualquer estimativa de vendas para o novo Leaf, mas confia em pesquisa que identificou que a cada oito pessoas, dez têm interesse em comprar um carro elétrico. “Esse início de um novo capítulo para a Nissan e o Brasil tem um papel fundamental na conquistas de novos clientes”, resume Silva.

Terceiro turno

No que se trata da indústria automotiva, o presidente da Nissan tem um visão positiva para o Brasil o ano que vem, com um crescimento do mercado de automóvel e comerciais leves entre 8% e 10%. Tanto é assim que revela estar a um passo de introduzir o terceiro turno na fábrica de Resende (RJ). “Dependemos ainda de uma observação mais cuidadosa em relação aos próximos meses, antes de encerrar o nosso ano fiscal em abril. Não é tão preponderante, mas também tem a Argentina para olhar, afinal, 15% de nossa produção segue para lá”.

Fonte : AutoIndústria/Décio Costa