[ 18/1/2019 ]
Kroschu integra Consórcio Modular da Vol...

[ 18/1/2019 ]
Sprinter é o comercial leve mais vendido...

[ 18/1/2019 ]
Marcas de luxo têm desempenho abaixo da ...

[ 18/1/2019 ]
Setor de aço prevê crescimento com maior...

[ 18/1/2019 ]
Atividade de transporte mostra desaceler...

[ 18/1/2019 ]
Financiamentos de pesados cresceram 26% ...

[ 18/1/2019 ]
PSA tem recorde mundial de vendas...

[ 18/1/2019 ]
UFSC de Joinville pode criar instituto f...

[ 18/1/2019 ]
Com setor automotivo otimista, é hora de...

[ 18/1/2019 ]
Carlos Ghosn ficará preso ao menos até m...

[ 17/1/2019 ]
Jeep mantém liderança no mercado de SUVs...

[ 17/1/2019 ]
Chassi de ônibus OF 1721 da Mercedes-Ben...

[ 17/1/2019 ]
"Países da UE se preparam para um possív...

[ 17/1/2019 ]
Bridgestone reforça presença no Sul...

[ 17/1/2019 ]
Duas décadas de estrada...

[ 17/1/2019 ]
Cummins intensifica ações na área social...

[ 17/1/2019 ]
Daimler Trucks investe em caminhões autô...

[ 17/1/2019 ]
Ford anuncia veículos com tecnologia C-V...

[ 17/1/2019 ]
Mudança no BMW Group Serviços Financeiro...

[ 17/1/2019 ]
HERE Technologies lança índice sobre mob...




 

Data: 7/11/2018

Nissan inicia pré-venda do novo Leaf
 
A Nissan a aproveita o Salão do Automóvel de São Paulo para iniciar a pré-venda do novo Leaf. O modelo 100% da marca mais vendido no mundo, com mais de 350 mil unidades licenciadas, será oferecido em oito países da América Latina no primeiro semestre do ano que vem. Inicialmente, a partir de 6 de novembro, os consumidores dos mercados do Brasil, Chile e Colômbia já podem fazer suas reservas por R$ 178,4 mil, preço já com o IPI reduzido. Em 2019, a oferta alcança Argentina, Costa Rica, Equador, Porto Rico e Uruguai, como já foi confirmado pela fabricante.

O novo Leaf será importado do Reino Unido e é uma aposta da marca desde que iniciou por aqui experimentações nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro com entregas a empresas de táxi. Com a oferta comercial ao público em geral, a Nissan espera estar um passo à frente para quando as demandas por tecnologias alternativas de tração crescerem. “Até 2025, o segmento de eletrificados e híbridos deverá responder por 15% do mercado brasileiro”, arrisca Marco Silva, presidente da Nissan no Brasil.

O executivo prefere não revelar qualquer estimativa de vendas para o novo Leaf, mas confia em pesquisa que identificou que a cada oito pessoas, dez têm interesse em comprar um carro elétrico. “Esse início de um novo capítulo para a Nissan e o Brasil tem um papel fundamental na conquistas de novos clientes”, resume Silva.

Terceiro turno

No que se trata da indústria automotiva, o presidente da Nissan tem um visão positiva para o Brasil o ano que vem, com um crescimento do mercado de automóvel e comerciais leves entre 8% e 10%. Tanto é assim que revela estar a um passo de introduzir o terceiro turno na fábrica de Resende (RJ). “Dependemos ainda de uma observação mais cuidadosa em relação aos próximos meses, antes de encerrar o nosso ano fiscal em abril. Não é tão preponderante, mas também tem a Argentina para olhar, afinal, 15% de nossa produção segue para lá”.

Fonte : AutoIndústria/Décio Costa