[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 7/11/2018

Salão Internacional do Automóvel de São Paulo traz olhares para novas tendências
 
O Salão Internacional do Automóvel de São Paulo abre as portas da sua 30ª edição nesta semana. Serão mais de 500 veículos de 30 montadoras diferentes em exposição entre 8 e 18 de novembro no São Paulo Expo. E, desta vez, os esportivos e os carros-conceito que costumam chamar atenção neste tipo de evento vão dividir os olhares com modelos híbridos e elétricos. É que, neste ano, o Salão vai discutir o futuro da mobilidade, com debates, exposições e testes de carros elétricos.

Diretor do Salão, Leandro Lara explicou que as empresas já estão “observando as tendências da indústria automotiva e se preparando para se manterem competitivas e viáveis à medida que o futuro da mobilidade se desenrola”, sobretudo no que diz respeito a carros elétricos, híbridos, autônomos e conectados. “E nossa missão é reunir o máximo de informações para os nossos visitantes”, acrescentou Lara, dizendo que, por isso, o Salão terá um espaço específico para discutir o futuro da mobilidade com a indústria automotiva, empresas de tecnologia e startups - o New Mobility Trends and Future.

Além disso, mais de dez veículos movidos a eletricidade já estão confirmados no Salão do Automóvel de São Paulo: Nissan Leaf, BMW i3, BMW i8, Chery Arrizo 5, Kia Soul EV, Mitsubishi Outlander PHEV, Renault Twizy e Renault Zoe, Chevrolet Bolt E, Golf GTE e o Ioniq Elétrico da Hyundai, que será exposto junto dos conceitos de patinete e bicicleta elétricos - Ioniq Scooter e Ioniq eBike, respectivamente. A Hyundai ainda vai revelar as trações do ser novo carro-conceito, um veículo urbano 100% elétrico, na mostra. É o Saga EV, que foi desenvolvido entre a Califórnia e o Brasil para atender a demanda de “consumidores jovens que procuram, ao mesmo tempo, um veículo robusto, prático e eco-friendly para se locomover nos grandes centros urbanos”.

E a maior parte desses veículos poderá ser acelerada pelo público em uma área exclusiva de teste drive para veículos elétricos e híbridos. Segundo a organização do Salão, será o maior teste drive de carros elétricos já promovido no Brasil.

Só a Nissan vai colocar dois exemplares da nova edição do Leaf para avaliação. Será a primeira aparição oficial na América Latina desta nova geração do Nissan Leaf, que começa a ser vendido no Brasil já no próximo ano. Também será a primeira vez que o público poderá acelerar o Golf GTE, modelo híbrido da Volkswagen que combina a eficiência da tecnologia TSI com o motor elétrico.

Já a Chevrolet vai promover o primeiro teste drive público e o primeiro contato oficial do público brasileiro com o Bolt EV. “A experiência de dirigir o Bolt EV é única. Além de ter o impacto do silêncio do motor elétrico, o motorista se surpreende com o desempenho do carro em acelerações e com os freios que transformam a energia dissipada em carga para recarregar as baterias”, avisa diretor executivo de Marketing da Chevrolet, Hermann Mahnke.

Fonte : Folha de Pernambuco/Marina Barbosa