[ 16/1/2019 ]
Produção de picapes marca início da parc...

[ 16/1/2019 ]
Setor de caminhões em bom momento...

[ 16/1/2019 ]
Setor automotivo segue otimista, mas pre...

[ 16/1/2019 ]
Com DNA alemão, concessionária Ssangyong...

[ 16/1/2019 ]
Os 60 anos do Fusca brasileiro...

[ 16/1/2019 ]
Fornecedora de montadoras implanta plata...

[ 16/1/2019 ]
Carros Autônomos: marca americana mostra...

[ 16/1/2019 ]
VW produzirá modelos elétricos nos EUA...

[ 16/1/2019 ]
Salão de Detroit abre com incertezas sob...

[ 16/1/2019 ]
SUV, caminhões e carros esportivos prota...

[ 15/1/2019 ]
Autopeças faturam 18,9% a mais até novem...

[ 15/1/2019 ]
Com reação da indústria, mercado de ônib...

[ 15/1/2019 ]
CNH anuncia nova estrutura organizaciona...

[ 15/1/2019 ]
País já fez consultas à UE sobre limites...

[ 15/1/2019 ]
Pela quarta vez, Onix é mais vendido...

[ 15/1/2019 ]
Granero renova a frota com 10 VW Constel...

[ 15/1/2019 ]
Grupo Daimler Trucks global vende mais d...

[ 15/1/2019 ]
Tecnologia busca controle total da mobil...

[ 15/1/2019 ]
Ônibus urbanos elétricos eCitaro da Merc...

[ 15/1/2019 ]
SUV, caminhões e carros esportivos prota...




 

Data: 9/11/2018

Tesla nomeia substituta de Elon Musk na presidência do Conselho de Administração
 
A Tesla nomeou, nesta quinta-feira, Robyn Denholm como a nova presidente do Conselho de Administração, em substituição a Elon Musk, presidente-executivo da companhia, que foi forçado a deixar o cargo após um acordo com as autoridades reguladoras dos EUA. A nomeação de Denholm, que até agora era diretora financeira da Telstra, uma empresa de telecomunicações australiana, começa a vigorar imediatamente, disse a Tesla em um comunicado na noite de quarta-feira. Robyn já havia atuado no conselho de administração da Tesla até 2014.

O executivo foi processado pela Comissão de Títulos e Câmbio (SEC) dos Estados Unidos ao publicar em seu Twitter a informação de que teria fundos suficientes para tornar a empresa privada. A SEC disse que a afirmação era "falsa e enganosa", condenando Musk a pagar uma multa de US$ 20 milhões, além de renunciar ao cargo.

"Robyn tem uma vasta experiência em indústrias da tecnologia e automóveis, e ela fez contribuições significativas como membro do Conselho da Tesla ao longo dos últimos quatro anos, ajudando a nos tornar uma empresa rentável. Espero trabalhar ainda mais de perto com Robyn enquanto continuamos acelerando o advento da energia sustentável", disse Musk em nota sobre o anúncio.

Robyn assume a presidência de Tesla imediatamente e deixará seu cargo como diretora financeira da Telstra assim que seu período de aviso prévio com a empresa australiana vencer, disse a Tesla. Ela foi nomeada diretora financeira da Telstra em julho. A Tesla acrescentou que Denholm, uma das duas mulheres em seu conselho, servirá como presidente em tempo integral e será temporariamente demitida como presidente do comitê de auditoria da empresa até que deixe a Telstra.

"Gostaria de agradecer a Robyn por se juntar à equipe. Grande respeito. Estou muito ansioso para trabalharmos juntos", tuitou Musk.

Fonte : O Globo/Agências Internacionais