[ 20/2/2019 ]
Ford fecha fábrica de São Bernardo do Ca...

[ 20/2/2019 ]
Volkswagen lança T-Cross e anuncia retor...

[ 20/2/2019 ]
Balança comercial tem superávit de US$ 2...

[ 20/2/2019 ]
Governo de São Paulo lança plano para ap...

[ 20/2/2019 ]
Participação do consórcio nas vendas de ...

[ 20/2/2019 ]
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC manife...

[ 20/2/2019 ]
Ford Fiesta sai de linha este ano; fábri...

[ 20/2/2019 ]
Renault registra SUV cupê Arkana no Bras...

[ 20/2/2019 ]
BMW Group Brasil planeja ofensiva de pro...

[ 20/2/2019 ]
Novo T-Cross é mais caro que os rivais...

[ 19/2/2019 ]
Iveco ampliará rede de atendimento no Pa...

[ 19/2/2019 ]
Paccar apurou resultados recordes em 201...

[ 19/2/2019 ]
Economia perde ritmo e deve ter desempen...

[ 19/2/2019 ]
Investimentos em transportes avançam nos...

[ 19/2/2019 ]
Sem impostos, Cruze é mais barato aqui d...

[ 19/2/2019 ]
Fiat Mobi recebe pacote de personalizaçã...

[ 19/2/2019 ]
Daimler Trucks atinge recorde com veícul...

[ 19/2/2019 ]
Vendas de veículos na China recuam pelo ...

[ 19/2/2019 ]
Produtores de biodiesel defendem qualida...

[ 18/2/2019 ]
VWCO domina vendas de caminhões médios...




 

Data: 13/11/2018

“2019 é o ano-chave para a Volkswagen do Brasil”, diz Pablo Di Si
 
Enquanto o mercado cresce 14%, ela registra avanço de 36%. A participação de mercado no ano subiu dois pontos porcentuais, a maior evolução dentre todas as marcas de ponta. Nos últimos doze meses a empresa já colocou nas revendas onze novos veículos e versões e número semelhante está programado para o próximo ano e meio.

Este cenário quase paradisíaco para uma montadora é a realidade da Volkswagen no Brasil. Depois de ver seus produtos perderem atratividade, vendas despencarem e participação submergir nos últimos anos, a montadora definitivamente encerrou esse ciclo em 2018 e vestiu, de fato, o rótulo de “Nova Volkswagen”, expressão sempre esgrimida por Pablo Di Si em todo e qualquer pronunciamento desde que ascendeu ao cargo de CEO da América Latina há pouco mais de um ano.

Uma boa parte do que pode ser materializado dessa já quase slogan está no Salão do Automóvel de São Paulo até o próximo domingo, 18. Da versão elétrica do Golf, que chegará por aqui em breve, e esportivas do Polo e Virtus, até o futuro SUV compacto nacional T-Cross e a grande surpresa da Volkswagen na mostra: a picape-conceito Tarok.

Di Si não revela uma data precisa para a chegada deste novo e inédito comercial leve que preencherá o enorme hiato - de tamanho e, sobretudo, preço - hoje existente entre a Saveiro e a grandalhona argentina Amarok. Mas n