[ 20/2/2019 ]
Ford fecha fábrica de São Bernardo do Ca...

[ 20/2/2019 ]
Volkswagen lança T-Cross e anuncia retor...

[ 20/2/2019 ]
Balança comercial tem superávit de US$ 2...

[ 20/2/2019 ]
Governo de São Paulo lança plano para ap...

[ 20/2/2019 ]
Participação do consórcio nas vendas de ...

[ 20/2/2019 ]
Sindicato dos Metalúrgicos do ABC manife...

[ 20/2/2019 ]
Ford Fiesta sai de linha este ano; fábri...

[ 20/2/2019 ]
Renault registra SUV cupê Arkana no Bras...

[ 20/2/2019 ]
BMW Group Brasil planeja ofensiva de pro...

[ 20/2/2019 ]
Novo T-Cross é mais caro que os rivais...

[ 19/2/2019 ]
Iveco ampliará rede de atendimento no Pa...

[ 19/2/2019 ]
Paccar apurou resultados recordes em 201...

[ 19/2/2019 ]
Economia perde ritmo e deve ter desempen...

[ 19/2/2019 ]
Investimentos em transportes avançam nos...

[ 19/2/2019 ]
Sem impostos, Cruze é mais barato aqui d...

[ 19/2/2019 ]
Fiat Mobi recebe pacote de personalizaçã...

[ 19/2/2019 ]
Daimler Trucks atinge recorde com veícul...

[ 19/2/2019 ]
Vendas de veículos na China recuam pelo ...

[ 19/2/2019 ]
Produtores de biodiesel defendem qualida...

[ 18/2/2019 ]
VWCO domina vendas de caminhões médios...




 

Data: 14/11/2018

Movida tem lucro recorde no terceiro trimestre
 
Com 89 mil carros e 244 pontos em todo Brasil, sendo 184 de aluguel e sessenta de venda de seminovos, a Movida fechou o período de julho a setembro de 2018 com diversos recordes, entre eles o lucro líquido de R$ 41 milhões, valor 192,6% superior ao obtido no mesmo período do ano passado e o maior desde a criação da companhia em 2006.

No comparativo anual, a empresa ampliou sua frota em 9,4%, com a compra de 8 mil carros, e conquistou cerca de 50 mil novos clientes por mês ao longo de 2018. Um dos principais destaques do resultado do trimestre, segundo a locadora, foi a evolução da rentabilidade, com o retorno sobre o capital investido alcançando mais de 10%, ante os 8% do terceiro trimestre de 2017

Conforme nota divulgada pela Movida, com esse resultado foi possível superar em 4,4 pontos porcentuais o custo de dívida, outro recorde que confirmou a geração de valor da companhia. O Ebtida, lucro consolidado antes de juros, impostos, depreciação e amortização, também alcançou valores inéditos, com R$119,4 milhões no terceiro trimestre, alta de 41,8% no comparativo anual.

“Os resultados positivos que apresentamos nos últimos quinze meses mostram a solidez das atividades da empresa”, comenta Renato Franklin, CEO da Movida. “Conseguimos apresentar as melhores margens de serviço do setor ao mesmo tempo em que criamos e reforçamos ações com o foco no cliente, tornando o processo cada vez mais inovador, online e fluido”.

A Movida informa ainda que registrou mais de 3,6 milhões de diárias de aluguel no último trimestre, o que representou 21% de crescimento sobre idêntico período de 2017. As tarifas se mantiveram estáveis em comparação com o ano passado graças à otimização e melhorias das ferramentas de precificação, com taxa de ocupação alcançando 77,4%. No segmento de gestão e terceirização de frotas a expansão foi ainda maior, de 66%, superando a marca de 2 milhões de diárias.

Segundo Franklin, o reposicionamento da marca de seminovos também já mostrou resultados. “As vendas melhoraram mês a mês dentro do trimestre, totalizando cerca de 8 mil carros, dos quais 58% no varejo”, informa o executivo. “Alavancamos ainda mais os volumes, trabalhando também na estrutura da força de vendas e trazendo mais inteligência na precificação e distribuição de nosso estoque. Estamos animados com as perspectivas de crescimento, uma vez que em outubro já atingimos novos patamares”.

Fonte : AutoIndústria