[ 18/1/2019 ]
Kroschu integra Consórcio Modular da Vol...

[ 18/1/2019 ]
Sprinter é o comercial leve mais vendido...

[ 18/1/2019 ]
Marcas de luxo têm desempenho abaixo da ...

[ 18/1/2019 ]
Setor de aço prevê crescimento com maior...

[ 18/1/2019 ]
Atividade de transporte mostra desaceler...

[ 18/1/2019 ]
Financiamentos de pesados cresceram 26% ...

[ 18/1/2019 ]
PSA tem recorde mundial de vendas...

[ 18/1/2019 ]
UFSC de Joinville pode criar instituto f...

[ 18/1/2019 ]
Com setor automotivo otimista, é hora de...

[ 18/1/2019 ]
Carlos Ghosn ficará preso ao menos até m...

[ 17/1/2019 ]
Jeep mantém liderança no mercado de SUVs...

[ 17/1/2019 ]
Chassi de ônibus OF 1721 da Mercedes-Ben...

[ 17/1/2019 ]
"Países da UE se preparam para um possív...

[ 17/1/2019 ]
Bridgestone reforça presença no Sul...

[ 17/1/2019 ]
Duas décadas de estrada...

[ 17/1/2019 ]
Cummins intensifica ações na área social...

[ 17/1/2019 ]
Daimler Trucks investe em caminhões autô...

[ 17/1/2019 ]
Ford anuncia veículos com tecnologia C-V...

[ 17/1/2019 ]
Mudança no BMW Group Serviços Financeiro...

[ 17/1/2019 ]
HERE Technologies lança índice sobre mob...




 

Data: 10/1/2019

Venda de máquinas agrícolas e rodoviárias deve seguir em alta
 
O mercado de máquinas agrícolas e de construção, que teve recuperação gradativa ao longo do ano passado, deve se manter em alta este ano. A Anfavea estima que serão comercializadas 53 mil unidades de janeiro a dezembro, o que representará expansão de 10,9% sobre as 47,8 mil de 2018, quando a expansão sobre o ano anterior (42,4 mil) chegou a 12,7%.

O melhor desempenho no segmento é o das colheitadeiras de grãos, cujas vendas cresceram 27,1% no ano passado, para 5.765 unidades. As vendas de tratores de rodas tiveram alta de 9%, atingindo 38,8 mil unidades.

Assim como aconteceu no segmento de veículos, também as exportações de máquinas agrícolas e rodoviárias sofreram retração no ano passado. As vendas externas baixaram 8,6% em 2018, para 12,7 mil unidades, mas para este ano a Anfavea estima pequena alta de 2,5%, num total de 13 mil máquinas agrícolas e rodoviárias a serem embarcadas.

Segundo o presidente da Anfavea, Antonio Megale, a produção de máquinas agrícolas e rodoviárias este ano deve ser bem próxima à de 2018. A entidade estima que 66 mil unidades saíram as linhas de montagem ao longo de 2019, o que representará pequena alta de 0,5% em relação ao total produzido em 2018, que foi de 65,7 mil unidades.

O nível de emprego na indústria de máquinas evoluiu 5,7% em 2018, passando de 18.365 funcionários em dezembro de 2017 para 19,4 mil no último mês do ano.

Fonte : AutoIndústria/Alzira Rodrigues