[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 7/3/2019

Bugatti lança o carro mais caro da história por R$ 71 milhões
 
Para marcar seu aniversário de 110 anos, a fabricante francesa de automóveis de luxo Bugatti divulgou o seu novo modelo, o carro novo mais caro da história, durante o salão do automóvel de Genebra. O La Voiture Noire ou, simplesmente, o Carro Preto, tem uma única unidade e foi vendido por US$ 18,9 milhões.

O esportivo tem 16 cilindros e 1,5 mil cavalos e, segundo a empresa, foi comprado por um colecionador que "provavelmente se identifica com a motivação central do fundador da companhia, Ettore Bugatti: ’se é comparável, então não é um Bugatti’".

O presidente da Bugatti, Stephan Winkelmann, afirmou que o carro consegue garantir "elegância e purismo". Segundo ele, o modelo foi inspirado pelo mais recente modelo da empresa, o Bugatti Atlantic, com apenas quatro unidades comercializadas. "Se você olhar para o corpo do trabalho, não há nem uma linha a mais do que o necessário", disse.

A Bugatti foi lançada em 1909 e comprada em 1998 pela alemã Volkswagen. A empresa não identifica o novo dono do carro preto. Apenas disse, em comunicado, que "como prova o novo motorista do carro preto, a verdade é que mais do que nunca, é bom ser podre de rico".

Fonte : O Estado de S. Paulo