[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 7/3/2019

Volvo FH540 assume liderança das vendas de caminhões
 
Com a saída de cena do Scania R440, deixado de ser produzido em dezembro do ano passado para dar lugar a uma nova geração de caminhões da marca, seu maior rival do mercado, o Volvo FH540, passou ocupar o topo do ranking de vendas da Fenabrave, tanto no mercado em geral quanto no segmento no qual atua, o de pesados.

Ao fim do primeiro bimestre, o modelo da fabricante de Curitiba (PR) acumulou 775 unidades vendidas, volume que representou participação de 11,75% das vendas de pesados, de quase 3,2 mil unidades negociadas, ou ainda 5,6% de todo o mercado, que registrou no período 13,7 mil caminhões emplacados.

O desempenho registado até agora pelo veículo da Volvo colocou uma vantagem significativa em relação ao Mercedes-Benz Actros 2651, o segundo colocado, com 635 emplacamentos nos dois primeiros meses do ano, ou 9,6% dos negócios de pesados.

Vendas expressivas também mostrou até aqui o Volkswagen Delivery 11.180, o terceiro mais negociado do mercado e líder dos caminhões médios, com 538 unidades vendidas, o que concede ao veículo amplo domínio de 47,4% do mercado da categoria, de 1,1 mil unidades emplacadas nos dois primeiros meses do ano.

Outro Volkswagen, o leve Delivery 9.170 também já se apresenta como modelo que dificilmente será tirado da liderança da categoria. Nos dois primeiros meses do ano, o mercado absorveu 488 unidades do veículo, desempenho que representou 28,6% das vendas de leves no bimestre, de 1,7 mil caminhões.

Em quinto lugar no ranking, o Volvo FH460 acumulou no primeiro bimestre 472 unidades emplacadas, o mesmo que 7,16% das vendas de pesados. Aliás, a categoria segue como a maior força do mercado. Os quase 3,2 mil caminhões pesados licenciados nos dois primeiros meses do ano, representaram 46,6% das vendas totais do mercado interno.

Fonte : AutoIndústria/Décio Costa