[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 7/3/2019

Mercado reduz expectativa de crescimento do PIB para 2019
 
A expectativa de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 passou de 2,48% para 2,30%, conforme o Relatório de Mercado Focus divulgado nesta quarta-feira de cinzas, 6, que marca a volta do mercado financeiro após o recesso de carnaval.

Há quatro semanas, a estimativa de crescimento era de 2,50%. Para 2020, o mercado financeiro alterou a previsão de alta do PIB de 2,65% para 2,70%.

PIB Indústria

Em 28 de fevereiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB cresceu 1,1% em 2018. No quarto trimestre do ano passado, houve alta de 0,1% em relação ao trimestre anterior.

No relatório Focus de hoje, a projeção para a produção industrial de 2019 seguiu com alta de 2,90%. Há um mês, estava em 3,04%. No caso de 2020, a estimativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 3,00%, igual ao visto quatro semanas antes.

A pesquisa Focus mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2019 seguiu em 56,15%. Há um mês, estava em 56,35%. Para 2020, a expectativa permaneceu em 58,35%, ante 58,30% de um mês atrás.

Fonte : O Estado de S. Paulo/Fabrício de Castro