[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 7/3/2019

Vendas de caminhões avança 66% em fevereiro
 
Desempenho de vendas de caminhões no mês passado mais uma vez reforça sua marcha no ritmo de crescimento. De acordo com os dados do Renavam consolidados pela Fenabrave, federação que representa os distribuidores de veículos, em fevereiro os licenciamentos somaram 6.816 unidades, expansão de 66% em relação ao apurado no mesmo mês de 2018, de 4.107 caminhões emplacados.

No bimestre, as vendas acumularam 13.748 unidades negociadas, volume que representou alta de 58% na comparação com o resultado dos dois primeiros meses do ano passado, quando as vendas chegaram a 8.700 caminhões.

Cabe lembrar que no início do ano passado, o segmento ainda apresentava os primeiros sinais de recuperação após quatro de quedas sucessivas nas vendas. Para representantes do setor automotivo, no entanto, 2019 começa mostrando um cenário mais definido para o que vem pela frente.

“Projetamos a retomada do crescimento das vendas para todos os segmentos de veículos com base na recuperação da economia como um todo”, observa em nota Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave. “Estamos atravessando mais uma etapa da recuperação do setor, visualizando a continuidade da queda na inadimplência, um crescimento, ainda que modesto, na geração de empregos, o controle da inflação e das taxas de juros, a confiança do consumidor e do empresário em alta e, ainda, o aumento na oferta de crédito.”

Com o fim da produção das Séries Scania PGR, em dezembro, e nelas o R440, o Volvo FH540 passou a liderar as vendas de caminhões, tanto do mercado geral quanto no segmento no qual atua, a de pesados. Em fevereiro, o mercado transportador absorveu 506 unidades do modelo, volume que representou 15,9% das vendas da categoria. O substituto do veículo da nova geração da Scania, o R450, ainda não mostrou desempenho suficiente para aparecer no ranking da federação.

Outro Volvo, o FH460 foi o segundo mais vendido em fevereiro, com 311 unidades emplacadas, ou 9,8% dos licenciamentos de pesados. O Mercedes-Actros 2651 praticamente empatado com o modelo da fabricante de Curitiba (PR) garantiu o terceiro lugar ao registrar 305 emplacamentos, 9,6% das vendas de pesados.

Em quarto lugar, o líder de vendas dos caminhões médios, o Volkswagen Delivery 11.180, somou 260 emplacamentos em fevereiro, ampla participação de 45,8% nos negócios na categoria. O quinto mais vendido no mês passado foi o leve VW Delivery 9.170, com 256 licenciamentos ou 27,5% do segmento.

Fonte : Estradão