[ 8/3/2019 ]
Governo cobra da Ford solução para fábri...

[ 8/3/2019 ]
Foton inaugura nova revenda em São Paulo...

[ 8/3/2019 ]
Venda de importados cai 3% em fevereiro...

[ 8/3/2019 ]
Em São Bernardo, trabalhadores da Ford f...

[ 8/3/2019 ]
Caminhões e ônibus lideram venda de veíc...

[ 8/3/2019 ]
Roberto Cortes tem audiência com o gover...

[ 8/3/2019 ]
Volvo vai limitar carros a 180 km/h a pa...

[ 8/3/2019 ]
Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado n...

[ 8/3/2019 ]
Toyota anuncia aposentadoria de Steve St...

[ 8/3/2019 ]
BYD Europa fornecerá 30 ônibus elétricos...

[ 7/3/2019 ]
Trabalhadores da Ford convocam protesto ...

[ 7/3/2019 ]
Vendas de caminhões avança 66% em fevere...

[ 7/3/2019 ]
Mercado de veículos usados segue em alta...

[ 7/3/2019 ]
Mercado reduz expectativa de crescimento...

[ 7/3/2019 ]
Conceito de Indústria 4.0 chega à linha ...

[ 7/3/2019 ]
Programa de inclusão social de Resende g...

[ 7/3/2019 ]
Volvo FH540 assume liderança das vendas ...

[ 7/3/2019 ]
Etios despenca nas vendas com chegada do...

[ 7/3/2019 ]
Bugatti lança o carro mais caro da histó...

[ 7/3/2019 ]
Quem é Carlos Ghosn, executivo brasileir...




 

Data: 8/3/2019

Venda de importados cai 3% em fevereiro
 
Balanço do mercado de veículos importados divulgado pela Abeifa, na quinta-feira, 7 de março, mostra um resultado ainda marcado por dificuldades. No mês passado, as dezesseis marcas associadas à entidade entregaram quase 2,5 mil unidades, volume que embora represente leve crescimento de 0,8% em relação a janeiro, de pouco mais de 2,4 mil veículos, indica queda de 3,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando registrou perto de 2,6 mil licenciamentos.

Para José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, a economia brasileira ainda dá sinais de recuperação lenta e reforça que o desempenho das vendas de importados em fevereiro “amargou resultados negativos acima da média do mercado interno. As 189,8 mil unidades vendidas representaram apenas de 0,5% em relação a janeiro, mas alta de 25,2% ante fevereiro de 2018”.

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, as vendas de importados somaram 4,9 mil unidades, pequeno declínio de 0,7% sobre os 5 mil licenciamentos registrados um ano antes, o que revela um desempenho estável.

Importadores de veículos querem crescer 33% este ano

Em fevereiro, a produção das associadas da Abeifa com operações fabris no País – BMW, Caoa Chery, Land Rover Jaguar e Suzuki – superou as 2,3 mil unidades, crescimento de 87,1% sobre os 1,2 mil veículos que saíram de linha no mesmo mês no ano passado.

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, a produção das marcas chegou a 4,3 mil unidades contra 2,8 mil produzidos um ano antes, uma evolução de 54,3%.

Em fevereiro último, ao considerar somente os veículos importados negociados pelas associadas da Abeifa (2,4 mil unidades), o segmento participou com 1,3% das vendas. Se adicionar na conta a produção, o volume chega a 4,8 mil unidades licenciadas, fatia que representou 2,54% do mercado total de automóveis e comerciais leves.

Fonte : AutoIndústria